Pravda.ru

Desporto

Ráguebi – Uruguai vence, aliás "abraça" o Brasil

30.04.2009
 
Pages: 12
Ráguebi – Uruguai vence, aliás "abraça" o Brasil

Uruguai 71 x Brasil 3 - Chile 34 x Paraguai 13 - Em uma tarde muito ensolarada, céu claro e clima ótimo (24°C) acabou se abrindo a segunda rodada deste Sul-Americano e Classificatória rumo á Taça do Mundo Nova Zelândia 2011 no Estádio Charrúa de Montevidéu.

Á partir das 13:30 h da Quarta 29 de Abril, com arquibancadas «nuazinhas» o Chile focava-se na procura da segunda vitória logo do primeiro triunfo sábado retrasado perante o Brasil: 78 x 3.

Com alguns dos reservas de sempre no plantão de olho no confronto perante Uruguai no próximo sábado 02 de Maio ás 15:30 h, o Chile acabou conquistando mais um vitória no torneio vencendo o Paraguai 34 x 13 (Primeiro Tempo: 24 x 0).

Quanto ao jogo das 15:30 h, Uruguai venceu o Brasil 71 x 3 (Primeiro Tempo: 36 x 0) e além da diferença no painel, semelhante á do jogo perante o Paraguai, o esforço dos uruguaios foi bem mais importante. Desta vez Uruguai jogou em campo tudo quanto a seleção tinha para mostrar, inclusive com seus maiores destaques como os grandões, Rodrigo Capó e Juan Carlos Bado.

O primeiro tempo o Brasil acabou sem conquistar gols perdendo de 36 x 0 mas no início mesmo da segunda metade, o camisa 10 do Brasil, Rodrigues Duque, chutou enxuto desde a metade do campo de ataque conquistando um «drop», ou seja 3 pontos, que acabaram sendo os únicos no decorrer da partida toda.

Uns vinte brasileiros ficaram torcendo pela verde-amarela desde a Arquibancada Principal «José Nasazzi» e além da diferença, eles fizeram-se ouvir a cada oportunidade que os jogadores brasileiros ziguezagueantes conseguiram progredir no gramado na procura de um «try».

É bom salientar que na hora do aquecimento físico na prévia, uruguaios e brasileiros fizeram-no nas redondezas do Estádio, perto duma Lagoinha que fica apenas 250 metros e envolve uma história de fantasias e intrigas de uma tal «chorona», que fala-se morreu lá de jeito trágico e o interior dela deu um mergulho nessa Lagoinha ficando lá para sempre e as noites de luar faz estourar seu pranto apavorando todos os «heróis» que galgam pelo Parque Rivera dando uma de «homenzarrões».

Confira agora tudo quanto aconteceu no jogo URUGUAY 71 x BRASIL 03.

ESCALAÇÃO URUGUAI:

01 – F. Capó (Carrasco Polo Club); 02 – Arboleya (Trebol); 03 – Sagario (Carrasco Polo Club); 04 – Juan Carlos Bado (Oyonnax – França); 05 – De Oliveira (Cajasol Ciencias – Espanha); 07 Giuria (Rovigo – Itália); 08 – Rodrigo Capó (Castres – França); 09 – Juan Campomar (Old Boys Club); 10 – Matías Arocena (Old Christians Club); 11 – Labat (Old Christians Club); 13 – Pastore (Old Boys Club – Capitão); 14 – Santiago Gibernau (Carrasco Polo Club); 15 – Gerónimo Etcheverry (Carrasco Polo Club) e 23 – Barcos (Cuervos).

PLANTÃO: 16 – Espiga (Old Christians Club); 17 – Rombys (Trebol); 18 – Fonseca (Cuervos); 19 – Ignacio Conti (Carrasco Polo Club); 20 – M. Martínez (Old Christians Club); 21 – Silveira (Cuervos) e 22 Francisco De Posadas (Old Boys Club).

TREINADORES: (Principal): Guillermo García Porcel – Aditos: M. Mendaro, G. Amaya e I. Erhart.

MANAGER: R. Vilarrubí.

ESCALAÇÃO BRASIL:

01 – Ramiro Daniel Mina (Capitão); 03 – Sérgio Orlando Jimenez; 04 – Reges Portela Comoreto; 05 – Jean Marc Bolonha Volland; - 07 – Diego Martins Gimenez Lopes; 08 – Antônio Gorios Filho; 10 – Lucas Rodrigues Duque; 11 – Daniel Hubert Gregg; 12 – Fernando Jungers Portugal «Portuga»; 13 – Moisés Rodrigues Duque; 14 – E. Monfrinatti Cogliandro; 19 – João Luiz da Rosa; 21 – Felipe Claro Sant Ana Silva; 23 – Hugo Alejandro Arce e 25 – J. P. de Oliveira Dias Netto.

PLANTÃO: 02 – Daniel Xavier Danielelewicz; 06 – Pedro Rosa; 16 – Leonardo Sarro Frota; 18 – André Polli Fujita; 20 – Henrique Dantas Pinto; 22 – Giuliano Passini e 26 – David Grael Dias.

Observações: Vômitos no decorrer da noite prévia ao jogo fez com que o jogador titular Julián Menutti acabasse não participando perante Uruguai.

TREINADORES: (Principal): Pierre Paparemborde – Aditos: F. Ntamack e M. Coelho.

MANAGER: Leonardo Teixeira.

Eis aqui o progredir do jogo:

PRIMEIRO TEMPO

URUGUAI 7 – BRASIL 0

Try com acréscimo: (13 – Pastore – 5 pontos mais 15 – Gerónimo Etcheverry 2 pontos).

URUGUAI 12 – BRASIL 0

Try (08 – Rodrigo Capó – 5 pontos).

URUGUAI 19 – BRASIL 0

Try com acréscimo: (08 – Rodrigo Capó – 5 pontos mais 10 – Matías Arocena 2 pontos).

URUGUAI 26 – BRASIL 0

Try com acréscimo: (09 – Campomar – 5 pontos mais 10 – Matías Arocena 2 pontos).

URUGUAI 33 – BRASIL 0

Try com acréscimo: (13 – Pastore – 5 pontos mais 10 – Matías Arocena 2 pontos).

URUGUAI 36 – BRASIL 0

Pênalti: (10 – Matías Arocena – 3 pontos).

Alterações: Uruguai (16 – Fonseca x 04 Juan Carlos Bado); Brasil: (21 – Felipe Claro Sant Ana Silva x 12 – Fernando Jungers Portugal). O «Portuga» acabou saindo do gramado pela batida na sobrancelha direita que provocou

RESULTADO PRIMEIRO TEMPO

URUGUAI 36 – BRASIL 0.

SEGUNDO TEMPO

URUGUAI 36 – BRASIL 3

Drop (10 – Lucas Rodrigues Duque – 3 pontos).

URUGUAI 43 – BRASIL 3

Try com acréscimo: (08 – Rodrigo Capó – 5 pontos mais 10 – Matías Arocena 2 pontos).

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular