Pravda.ru

Desporto

Efeito Scolari: o Brasil está de volta

27.06.2013
 
Efeito Scolari: o Brasil está de volta. 18421.jpeg

Quatro jogos, quatro vitórias, onze golos marcados e doze pontos é o registro dos primeiros quatro jogos do Brasil na Copa das Confederações contra o Japão (3-0), o México (2-0) Itália (4-2) no Grupo A e Uruguai 2 -1 na noite passada na primeira semi-final.


Brasil 2 Uruguai 1
Fred 42 Edinson Cavani 48
Paulinho 86

Brasil: Julio Cesar, Dani Alves, Thiago Silva, Luiz, Marcelo, Oscar, Gustavo, Paulinho, Fred, Hulk, Neymar. Subs: Jefferson, Fernando, Lucas Moura, Hernanes, Dante, Filipe Luis, Jean, Rever, Bernard, Jo, Jadson, Cavalieri.


Uruguai: Muslera, Lugano, Godin, Cáceres, Maxi Pereira, Rodriguez, Arevalo Rios, Gonzalez, Forlan, Suarez, Cavani. Subs: Castillo, Coates, Gargano, Pereira, Eguren, Hernandez, Aguirregaray, Lodeiro, Perez, Ramirez, Silva.


Árbitro: Enrique Osses (Chile)

Uruguai pressionou Brasil no primeiro quarto de hora e o resultado foi um penalty, de Forlan, que Julio Cesar salvou. Uruguai iria lamentar a chance perdida. Depois disso Brasil começou a entrar mais para o jogo com Hulk e Fred forjarem uma parceria perigosa, rompendo o meio-campo reunido do Uruguai, que sufocou iniciativas brasileiras na raiz. No entanto, o Brasil foi para o intervalo na frente por 1-0, gol aos 42 minutos de Fred.

Neymar controlou com o peito um passe longo e rematou; Muslera salva, mas Fred estava esperando o rebote.

Uruguai, previsivelmente, saiu depois do intervalo, em espírito de sacrifício e aos 48€' foi compensado, chegando ao 1-1, gol de Edinson Cavani, que finalmente justificou o valor da sua transferência, interceptando um mau passe de Thiago Silva para Marcelo trovejando a bola para o fundo na rede. Uruguai voltou para o jogo e um bom jogo de futebol se seguiu.

O Brasil, porém, levantou o jogo depois de Scolari trazer o herói local Bernard para o recinto e a diferença em um jogo renhido foi o segundo gol. 86 ', Neymar colocou o canto, Paulinho dirigiu a bola para casa.

Grupo A

Brasil 3 jogos 3 vitórias 0 empates 0 derrotas 9 gols marcados 2 contra 9 pontos
Itália 2 0 1 8 8 6
México 1 0 2 3 3 6
Japão 0 0 3 9 0 4

Brasil 3 Japão  0
México 1 Itália 2
Brasil 2 México 0
Itália 4 Japão 3
Itália 2 Brasil 4
Japão 1 México 2

Grupo B

No Grupo B, a Espanha previsivelmente aparece como o principal inimigo com vitórias sobre o Uruguai (2-1), Tahiti (10-0) e Nigéria (3-0). O tiki-taka (jogo de passes curtos da Espanha) está a funcionar ... mas só quando os jogadores da Espanha lembram-se que para o efeito desejado, a passagem tem que ser rápida. Espanha joga hoje à noite Itália na outra semi-final.


Espanha 3 0 0 15 1 9
Uruguai 2 0 1 11 3 6
Nigéria 1 0 2 7 6 3
Taiti 0 0 3 1 0 24

Espanha 2 Uruguai 1
Tahiti 1 Nigéria 6
Espanha 10 Tahiti 0
Nigéria 1 Uruguai 2
Nigéria 3 0 Espanha
Uruguai 8 Tahiti 0

Final: Brasil contra Espanha ou Itália
Domingo 30 de junho

A Copa das Confederações é organizado pela FIFA para os titulares dos seis campeonatos confederação (UEFA, CONMEBOL, CONCACAF, CAF, AFC, OFC), o titular da Copa do Mundo FIFA (Espanha) e o anfitrião da próxima Copa do Mundo (Brasil). UEFA (Europa) será representado pela Itália, uma vez que a Espanha ganhou a Copa da UEFA e da Itália foi vice-campeão; CONMEBOL (América do Sul) será representado pelo vencedor do Libertadores 2011 - Uruguai; CONCACAF (América do Norte e Central e Caribe) será representado por México, CAF (África) pela Nigéria, OFC (Oceania) por Tahiti e AFC (Ásia) pelo Japão. Está ocorrendo de junho 15 a 30.

Timothy Bancroft-Hinchey
Pravda.Ru

 

 

 

 


Loading. Please wait...

Fotos popular