Pravda.ru

Desporto

Estádio montevideano de «Belveder» comemora um século

23.12.2008
 
Pages: 12
Estádio montevideano de «Belveder» comemora um século

(www.liverpooldeuruguay.com.uy) quanto ao primeiro século de vida do Estádio «Belveder» do Bairro «Paso del Molino» montevideano. O PRAVDA encaminhou o pedido às três diretorias tentando que o relógio da história consiga se pousar no sábado 04 de Julho de 2009 marcando o jogo Liverpool x Wanderers nessa rodada.

«Belveder» foi «propriedade» apenas do Wanderers e mais logo do Liverpool e até hoje tendo os dois clubes o raro privilégio de se manter com vida no torneio dos melhores da AUF ainda em 2008. O sábado 04 de Julho de 2009 poderia acontecer o jogo entre os dois times lembrando aquela primeira partida do Wanderers 2 x Dublin 0, que acabou ocorrendo o domingo 04 de Julho de 1909.

Montevideo Wanderers Football Club. nasceu o dia 15 de Agosto de 1902, aliás, o Liverpool Fútbol Club. o dia 15 de Fevereiro de 1915. É bom salientar que o Montevideo Wanderers tinha seu estádio no bairro Reducto ficando logo com o Estádio de «Belveder» nos primeiros anos de vida até que o Liverpool ficou com ele. Wanderers foi local mais logo no campo conhecido como «La Rural» e até na cidade de Las Piedras, pertinho e tanto da capital uruguaia e hoje quase faz parte da Grande Montevidéu.

A camisa do MWFC é semelhante a do Atlético Mineiro, ou seja, listrada vertical branca e preta, calção e meias pretas. Quanto ao Liverpool, também camisa listrada igualzinha a do «Internacionale» de Milão, azul e preta, com calção preto e meias azuis, os dois com mudanças mínimas dependendo do rival do jogo.

Quanto ao histórico do Estádio «Belveder», tudo começou acima dos «trilhos» para o time de Montevideo Wanderers pois foi construído pela Empresa de Transporte Urbano de Tranvias Elétricos (semelhantes aos bondes fluminenses do início do século XX) conhecida com a «LaTransatlática» que querendo dar uma agitada naquela região da cidade e com Estação principal na Avenida Agraciada 451-453 (antigos) no bairro conhecido ainda hoje como «Arroio Seco» entre as travessas Corrientes (agora Gl. Aguilar) e Córdoba (Gl. Luna) acabou investindo uma verba (pesos ouro) nesse palco poliesportivo. Levando em consideração a Estação da «La Transatlántica» foi propriedade logo da famosa AMDET, agora Centro de Coordenação da Região da Prefeitura de Montevidéu, quase do lado do Quartel Militar no qual hoje e desde o decênio de 1950 localiza-se a Universidade do Trabalho do Uruguai.

E o Estádio «Belveder» foi palco poliesportivo mesmo abraçando nem só futebol senão boxe e maratona. Em Setembro de 1909, o Wanderers emprestou aquele Estádio novinho em folha de «Belveder» para os senhores J. Ituano e E. Porro, organizadores de uma maratona muito divulgada na época que teve até trilha sonora tentando melhorar o «conforto» dos que assistiram no evento.

O boxe também aconteceu naquele mês de Setembro tendo acima do ringue os gringos Jack Madden e Goodale, brigando e atendendo os onze regulamentos do Marquês de Queensberry, que em alguns casos poderiam provocar risada dos nossos leitores hoje.

O PRAVDA agradece o Livro dos 100 Anos do MWFC pois deu para confirmar ou melhorar as informações obtidas nessa pesquisa história do «Montevidéu Antigo» que temos dado início faz alguns anos.

São vários os pontos de contato entre as duas instituições:

As sedes atuais dos dois times ficam localizadas na Avenida Agraciada distantes apenas uns quinze quarteirões mesmo tendo que fazer o cruzamento dessa avenida para se abraçar.

Os dois times nasceram um dia quinze só que o Montevideo Wanderers é quinze anos e meio mais velho do que o Liverpool.

Mas é impossível esquecer aquele fato que terá sido mais um jogo em 1909 só que hoje no mínimo é marcante para um jornal internacional famoso que NÃO ESQUECE do histórico do futebol uruguaio e tenta aprimorá-lo desde suas páginas refletindo este evento e sendo o pioneiro entre inúmeros meios de imprensa que perseguem o melhor deste esporte maravilhoso no Uruguai.

Aqueles esportistas que foram parte do jogo da estréia do Estádio «Belveder» merecem seu espaço na história e no PRAVDA pois nem só os artilheiros da partida Domingo Rebagliatti e H. Rebagliatti foram parte dos cartazes desse evento que foi parte da primeira rodada da «Copa Competência». Eis aqui os 23 destaques daquele domingo 04 de Julho de 1909.

Montevideo Wanderers (2): O goleiro foi o Cayetano Saporiti, os zagueiros Miguel Aphesteguy e Juan Carlos Bertone; Parravicini, Martin Aphesteguy (irmão do Miguel) e Spentio; Cavalloti, Domingo Rebagliatti e Zuaglia; Alberto Zumaran e H. Rebagliatti.

Dublin (0): O guardião foi o Otero, os baques Crocker e Carrau; Montecoral, Zanessi e Amado; Brachi, Goria, Costa, Molinari e Barbat.

O referee do jogo foi o L. Peyrou e segundo as crônicas do Jornal El Siglo (O Século) marca que tinha dado início ás duas e meia da tarde na «Cuchilla Juan Fernández» (no topo desse pequeno morro) bem mais conhecido como «Belveder» até hoje.

O resumo desse jogo segundo o El Siglo refletiu-se assim:

No decorrer do primeiro tempo foi o Wanderers o time que ficou querendo alcançar a cidadela rival na maioria das oportunidades até que no finalzinho mesmo o Bertone chuta para o gol e uma defesa fraca do Otero faz que a bola rebote rumo ao Domingo Rebagliatti quem da a primeira furada na rededo Dublin com chute preciso

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular