Pravda.ru

Desporto

Bolívia: Futebol nas alturas

23.07.2007
 
Pages: 12
Bolívia: Futebol nas alturas

“Bri-gás” da Bolívia consegue desentupir escoadouro pulmonar do Estádio Hernando Siles Pacenho. Futebol boliviano da “alta sociedade” sem respirador artificial nos quase 3700 metros de altitude.

A exceção da regra tornou-se padrão nos tempos modernos.

O famoso Mc Fulano leva seu design e suas cores duma cidade para a outra do mundo inteiro só até que a Prefeitura de Québec amadora do conforto visual e global da sua população acabou “sugerindo” que mudasse as cores levando-as para verde mantendo o design da reconhecida logo-marca.

Bolívia sem futebol na capital de olho na classificatória para o Mundial poderia ser a manchete intitulando a matéria de ontem…mas há mudanças continuas que nem permitem sequer montar o rascunho.

O futebol ganha protagonismo a cada quatro anos na América do Sul na hora que a pré-estréia das classificatórias para as Taças do Mundo de seleções toca a campainha.

Os roteiros da diplomacia boliviana na casa dos chefões do futebol do mundo, acabaram com sucesso extremo pois resolveram as travações que no início tinham colocado na frente os homens da FIFA quanto tem a ver com que o Estádio Hernando Siles fosse sede das partidas da Bolívia tendo como o horizonte a África do Sul 2010.

Faz alguns anos que o número um da FIFA presenteou à cidade de La Paz, capital atual da Bolívia, com uma placa de bronze que fala o seguinte:

Como homem nascido nas montanhas suíças, o Joseph Blater confirmou que La Paz terá esporte sempre pois nada impede para que isso não aconteça. Não é sic mas o conteúdo é esse, e confirmam nossos comentários as imagens das redes da tevê que cobreram esse fato naqueles dias, é só pesquisar nos arquivos !!

A cada quatro anos parece que o “namoro” da FIFA (Conmebol) com a Bolívia esgota-se mas o mágico vestido de camisa verde faz pouso no Aeroporto Internacional do Alto, (4014 metros de altitude segundo o site da Weather Forecast) e com passe insuspeito resolve tudo num abrir e fechar de olhos. Agora poderiamos intitular:

La Paz vai ter futebol no Hernando Siles.

Visitas do presidente boliviano Evo Morales nos escritórios da FIFA faz alguns meses com delegação importante é uma bem mais recente na sede da Conmebol fez com que a última decisão do Comité Clínico de impedir que a Bolívia jogasse a classificatória para África do Sul 2010 deu uma virada que nem panqueca nas mãos dos beletistas da Gastronomia.

Quanto tem a ver com fazer pouso e a música…uma muito linda acabou de se pousar nesta página.

Canta comigo…

O zigue-zague, zigue-zague do seu bum-bum-bum,

O zigue-zague, zigue-zague do seu bum-bum-bum,

Meu coração faz tica-tica-bum,

O zigue-zague, zigue-zague do seu bum-bum-bum

Maravilha né ?

Temos ouvido que caso alguém tivesse vontade de asistir um páreo no Hipódromo pacenho isso não vai acontecer nunca pois não há na cidade.

Matungão não agüenta é lógico mas sangue azul também não ia resistir.

Se por acaso isso não acaba surpreendendo-o algumas ruas da cidade tem corrimões e não são parte do enfeite pacenho, sinão bengalas para sustentar-se nesse sobe e desce pela cidade.

Alguém neste mundo está precisando duma bengala…branca!!!

Nossa matéria continua de olho no futebol, nada a ver com o circo como grande espetáculo mas este futebol tem muitos acróbatas, equilibristas e contorsionistas que com flexibilidade e versatilidade provocam o pranto de alguns e a risada dos outros.

Cara-fechada agora, sorriso amplo aos poucos, é apenas um instante.

Música, música…coisa linda desta vida.

Vamos cantar juntos !!

Os barracos da cidade…

Ohhh, Ohhh, quem sabe o que poderia acontecer numa próxima matéria.

Música linda mesmo !!!

As razões que amanhecem acima do horizonte dos bolivianos espertos tentando sedear os jogos da “verde andina” em La Paz estão querendo monstrar que o resto dos concorrentes desta classificatória Sul-Americana procuram carimbar aos cidadões pacenhos como de “segunda classe” querendo levar a sede das partidas para Cochabamba ou Santa Cruz de la Sierra.

A pergunta dum cisandino poderia ser a seguinte:

Qual poderia ser o sentimento do pessoal que mora na cidade de Cochabamba que nunca assiste nem sequer um jogo da sua seleção nesta fase da Copa do Mundo ?

E a dos cruz-serranos ?

Isso que reclama o governo boliviano é do futebol da Bolívia como atitude ruim dos Sul-Americanos é a mesma que eles tem com a população boliviana que não mora nas redondezas da capital.

A pergunta foi feita, só está faltando refletir quanto ao assunto e julgar a situação sendo tarefa marcada para casa.

Fora o caso da morte, encontra-se solução sempre…neste caso poderia ser simples.

Como sugestão apenas, seria bom que a classificatória Sul-Americana incluisse o México e os EUA deixando de pertencer á Concacaf aumentando o número com alguns do grupo dos quatorze poderosos da Europa.

Tenha certeza que o assunto resolve-se na hora sendo que para 2014 a sede da Bolívia ia mudar a localização. Como cisandino um bate-palmas forte e sem fim para a estratégia boliviana pois se tivesse nascido nesse país, iamos trabalhar de mãos dadas com o Presidente Evo Morales e o ex jogador da seleção boliviana, RiverPlate e Boca Juniors argentinos, Milton Melgar.

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular