Pravda.ru

Desporto

Romário marcou milésimo gol

21.05.2007
 
Romário marcou milésimo gol

Romário tornou-se, após Pelé, o segungo futebolista do mundo a marcar mil gols. Chegou ao milésimo ontem, (20) na vitória de 3 a 1 sobre o Sport, em São Januário, pelo Brasileirão. São 27 anos depois de ter começado essa contagem, após ser federado, com os três que ele marcou quando jogava no infantil do Olaria e que ajudaram na goleada sobre o América, por 5 a 1.

Nesse período, Romário de Souza Faria ficou famoso mundialmente, colecionou títulos, criou polêmicas e, principalmente, marcou gols. Foram mil - alguns históricos, uns muito bonitos e outros comuns.

Nascido no dia 29 de janeiro de 1966, Romário teve uma infância pobre, na Vila da Penha, no Rio. Mas o futebol mudou sua vida. Os primeiros passos foram no time infantil do Olaria, onde ganhou o apelido que iria levar até hoje: Baixinho ? afinal, mede 1,69 m.

Com os primeiros gols, ainda amador no Olaria, Romário foi parar no Vasco. Virou profissional em 1985, logo tornando-se artilheiro com a camisa vascaína. Assim, não demorou muito para chegar à seleção brasileira principal.

A estréia com a camisa da seleção foi em 1987, em amistoso contra o Eire. Mas Romário passou em branco. Cinco dias depois, no entanto, ele marcou seu primeiro gol pelo Brasil, na vitória sobre a Finlândia, por 3 a 2.

O sucesso atraiu a atenção do mercado europeu , nessa altura, já tinha dois títulos do Campeonato Carioca e muitos gols.

Em 1988, Romário ajudou o Brasil a ganhar a medalha de prata olímpica nos Jogos de Seul, e trocou o Vasco pelo PSV Eindhoven. Lá, foi campeão holandês três vezes. Nessa época, Romário disputou sua primeira Copa do Mundo.

Foi em 1990, na Itália, mas não marcou seu gol. Mas a história de Romário em Copa do Mundo seria definitivamente escrita em 1994. Ele já tinha trocado o PSV Eindhoven pelo Barcelona. Mas, apesar do sucesso no futebol espanhol ? foi campeão nacional naquela temporada ?, não era chamado pelo técnico Carlos Alberto Parreira para a seleção. Na sua vida professional:

* Romário foi o único jogador que não atuava no continente europeu a fazer parte da lista dos melhores do mundo da Fifa. Em 1995, o Baixinho ficou em 4º lugar atuando pelo Flamengo.
* Romário é o maior artilheiro da Copa do Brasil, com 34 gols em 44 jogos.
* Romário fez cinco gols em uma partida duas vezes na carreira. Em 1990 pelo PSV em um amistoso contra o Rodan e em 1996, pelo Flamengo, contra o Olaria pelo Campeonato Carioca.
* Romário levou 11 partidas para marcar o seu primeiro gol como profissional. Foi em 1985 contra o Nova Venécia, em um amistoso do Vasco no Espírito Santo.
* O maior jejum de gols da carreira de Romário durou 12 jogos. Ocorreu em 1986, quando o Baixinho defendia o Vasco.
* Romário imortalizou a camisa 11. Mas o Baixinho brilhou na Europa usando outros números. No PSV, da Holanda, o atacante vestia a camisa 9. E no Barcelona, da Espanha, quando sagrou-se campeão espanhol e foi eleito o melhor jogador do mundo pela Fifa em 1994, usava a camisa 10.
* O nome escolhido pelos pais do Baixinho foi uma homenagem ao "Homem Dicionário", personagem famoso da Rádio Nacional nos anos 60, que se chamava Romário.
* Romário é o jogador que mais vezes foi o artilheiro do Campeonato Carioca em toda a história. Foram sete, sendo quatro pelo Flamengo (1996, 1997, 1998 e 1999) e três pelo Vasco (1986, 1987 e 2000).
* O Baixinho perdeu duas vezes o título do Mundial de Clubes nos pênaltis. Em 1988, o PSV foi derrotado pelo Nacional, do Uruguai. E em 2000, o Vasco perdeu para o Corinthians. Nos dois jogos, o Baixinho acertou a cobrança dele. Mas os companheiros...
* Romário foi o jogador mais velho a se tornar artilheiro do Campeonato Brasileiro. Em 2005, quando fez 22 gols, o Baixinho estava a pouco mais de um mês de completar 40 anos.
* O ano 2000 foi o melhor da carreira do craque. O Baixinho marcou 73 gols, sendo 66 pelo Vasco e sete pela seleção.
* Romário começou a marcar mais gols após os 30 anos. A média do Baixinho antes dos 30 era de 0,77 gol por jogo. Após, passou a ser 0,86 gol por jogo.
* O Baixinho tirou a seleção brasileira de dois jejuns de títulos. Em 1989, depois de 40 anos, o Brasil conquistou a Copa América com um gol de Romário na final contra o Uruguai. Em 1994, após 24 anos, o Brasil ganhou a Copa do Mundo. O craque, com cinco gols, foi eleito o melhor jogador da competição.
* Romário vestiu 11 camisas na carreira: Olaria (como amador); Vasco; PSV; Barcelona; Flamengo; Valencia; Fluminense; Al Saad; Miami; Adelaide e da seleção brasileira.
* Com 152 gols, Romário é o segundo maior artilheiro da história do Campeonato Brasileiro. O camisa 11 só fica atrás de Roberto Dinamite, que fez 190 gols.

 Fonte GloboEsporte 


Loading. Please wait...

Fotos popular