Pravda.ru

Desporto

Roger Federer no Masters Cap mostrou mais uma vez sua superioridade

19.11.2006
 
Roger Federer no Masters Cap mostrou mais uma vez sua superioridade

Na manhã deste domingo, o melhor tenista do mundo, Roger Federer “passeou” em quadra na final de Masters Cap e venceu com facilidade o norte-americano, James Blake, por 3 sets a 0, com arrasadores 6/0, 6/3 e 6/4, em apenas uma hora e 36 minutos. Assim, conquistou o tricampeonato do torneio que reúne apenas os melhores do ano e ainda levou para casa o 12º título de uma das mais fantásticas temporadas do tênis na história.

Nem mesmo o próprio Federer havia conseguido nos anos anteriores as marcas de agora, já que tinha como melhor desempenho os 11 títulos de 2004 e 2005. Mais do que isso, com o cheque de US$ 1,5 milhão deste domingo, foi a mais de US$ 8,3 milhões em 2006, superando por muito o recorde anterior de Pete Sampras, de quase US$ 6,5 milhões, em 1997.

Em pontos, garantiu mais 150 na Corrida dos Campeões com o título invicto do Masters e chegou a 1.674, outro recorde incrível (antes tinha como melhor os 1.345 de 2005). Sempre como comparação, Guga terminou 2000, primeiro ano da Corrida, na liderança com 839 pontos, pouco a mais que a metade.

No Masters, Federer mostrou sua superioridade no tênis atual ao vencer todos os cinco jogos que teve pela frente. Na primeira fase, passou por David Nalbandian, na revanche da final de 2005, e depois Andy Roddick após jogar mal, salvar três match point no tie-break do segundo set e virar no terceiro. Por fim, despachou Ivan Ljubicic.

Primeiro da chave, encarou na semifinal seu grande “carrasco”, o espanhol Rafael Nadal, e deu aula de tênis, vencendo jogo emocionante e de alto nível. Na decisão, porém, fez o básico para chegar à sexta vitória em seis partidas contra Blake, tenista que havia surpreendido, com vitórias sobre o próprio Nadal e sobre Nalbandian na semifinal.

No primeiro set, Federer foi aos poucos minando a resistência do rival e chegou a três quebras de saque com extrema facilidade. Só teve um game difícil no saque, quando tinha 4/0 e precisou salvar cinco break points. Foi o terceiro 6/0 na história dos confrontos com o norte-americano.

Blake começou a segunda parcial salvando break point e confirmando seu primeiro game, mas logo em seguida viu o suíço abrir 3/1 e 4/1. No final, 6/3 sem grandes dificuldades. Continuando o show, Federer foi a 2/1 e teve 5/2 e saque no terceiro set, mas vacilou, cedeu a quebra e só confirmou o triunfo na segunda chance.

Gazeta Esportiva


Loading. Please wait...

Fotos popular