Pravda.ru

Desporto

Obrigado, Camarões

19.06.2010
 
Obrigado, Camarões

Camarões sai deste Mundial mas com a cabeça erguida, depois de demonstrar futebol de classe mundial que traria orgulho a qualquer das equipas europeias. O destino ditou que esta talentosa equipa teria de enfrentar o Japão (com seu futebol físico e organizado) e depois Dinamarca, num jogo em que se tivessem convertido as hipóteses em golos, o resultado teria sido outro. No entanto, a equipa de Paul le Guen deixa-nos lembranças de maravilhosas jogadas. Obrigado, e a demain!

Holanda 1 Japão 0

Grupo E Moses Mabhida Stadium, Durban, Sábado 19 de Junho 13,30 SA
Wesley Sneijder, Melhor jogador em campo da FIFA, foi o herói do dia para a Holanda, marcando o único golo de uma partida com poucas oportunidades, devido à organização da equipe japonesa, aos 53 '.


Holanda tinha a posse, 61% a 39%, mas os japoneses fecharam-se atrás da bola, convidando os holandeses a cometer um erro e contando com um contra-ataque relâmpago. O Japão, entretanto, acabou com 10 remates contra 9 da Holanda e 5 cantos comparado com os 4 da equipa europeia.
A primeira parte pode ser resumida por um tiro de Matsui aos 38' e outro por Van der Vaart aos 45 +1', ambos defendidos pelos goleiros. No segundo tempo, a Holanda voltou mais determinado, e aos 46, Kawashima defendeu um remate de Van Persie, que aos 53' encontrou Wesley Schneijder na entrada da área. 1-0.


Aos 75 ', Okazaki, que tinha substituido a Hasebe, enviou a bola por cima na boca da baliza.

Equipas/equipes

Holanda: Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Mathusen, V. Bronckhurst, V. Bommel, Kuyt, de Jong, Van Persie (Huntelaar), Sneijder (Afellay), Van der Vaart (Elia)

Japão: Kawashima, Abe, Komano, Tulio, Nagatomo, Endo, Matsui (Nakamura), Okubo (Tamada), Hasebe (Okazaki), Honda, Nakazawa

Austrália 1 Gana 1

Grupo D, Rustenburg, Sábado 19 de Junho 16.00 SA
Uma primeira parte cheia de acção, com dois golos (um de pênalti, para Gana) e uma expulsão. Austrália passou à frente aos 11', golo de Holman, mas Gana foi da força à força, ganhando sua segunda penalidade do torneio (o primeiro ganhou três pontos à Sérvia), marcado por Asamoah Gyan (25'), em um movimento que viu a expulsão de Harry Kewell. Foi o segundo penalty de Gyan em dois jogos.
Com dez homens, a Austrália acabou o primeiro tempo mais fraco, período em que Gana teve quatro cantos, contra zero da Austrália.

Aos 50, Schwarzer salvou um remate rasteiro à esquerda por Asamoah Gyan. 66 ': Sarpei não conseguiu conectar com um cruzamento na boca da baliza da Austrália. 71 ' Kinson, goleiro ganês, defendeu duas vezes em seguida, remates de Wilkshire e Kennedy. Austrália pressionou mais no segundo tempo e jogou bem, com dez elementos contra onze mas o 1-1 reflecte um jogo equilibrado e é um resultado justo.

Equipas/equipes

Austrália: Schwarzer, Neill, Moore, Culina, Emerton, Wilkshire (Rukavytsia), Kewell, Holman (Kennedy), Valeri, Carney, Bresciano (Chipperfield)

Gana: Kinson, Sarpei, A. Gyan, Pantsil, Annan, Jonathan, Tagoe (Owusu-Abeyie), A. Ayew, Addy, K. Asamoah (Muntari), Prince (Amoah)

Camarões 1 Dinamarca 2

Grupo E Tshwane/Pretoria Sábado 19 de Junho 20.30 SA

O capitão da equipe, Samuel Eto'o, marcou para os Camarões, aos 10' após uma confusão na defesa dinamarquesa. Simon Kjaer jogou um passe muito ruim, interceptado por Achille Webo, que centrou para Samuel Eto'o, em excelente posição para marcar. 1-0. Três minutos depois, Achille Emana enviou um estrondoso tiro ao lado.
Dinamarca, no entanto, voltou para o jogo. Após vinte minutos de futebol de ponta a ponta, mas com os dinamarqueses a ameaçarem mais, Bendtner marcou o empate aos 32 'após um excelente passe de Kjaer para Rommedahl. A emoção continuou até o final; Eto'o enviou a bola ao poste aos 43 'após outra confusão defensiva da Dinamarca.

Aos 46 'Mbia testou Sorensen, que defendeu o seu remate. Webo, 60' rematou para Sorensen na frente da baliza. 61 ', Rommedahl marcou para a Dinamarca depois de receber a bola na direita, driblou para a área e disparou. Souleymanou não teve hipótese.


Camarões reagiu, mas aos 70’, Suleymanou teve de defender um remate de Tomasson numa boa posição frente à balaiza. Aos 72 ', o treinador dos Camarões Paul de Guen tirou Bassong (zagueiro) e enviou o atacante Idrissou, tentando mobilizar o ataque. Sorensen defendeu o tiro de Emana aos 77' – a equipa africana estava a jogar futebol de grande classe, empurrando para a frente.


Le Guen enviou o quarto jogador atacante para o campo, Aboubakar, substituindo Webo. Apesar de jogar um jogo fascinante de futebol, Camarões não podia colocar a bola na rede e sai da competição, mas com a cabeça erguida. Nem merece, mas deixou muitos amigos. Melhor jogador em campo para a FIFA: Daniel Agger (Dinamarca)

Equipas/equipes

Dinamarca: Sorensen, C. Poulsen, Kjaer, Agger, L. Jacobsen, Gronkjaer (Kahlenberg), Tomasson (J. Poulsen), Jorgensen (Jensen), Bendtner, S. B. Poulsen, Rommedahl

Camarões: Souleymanou, Assou Ekotto, Nkoulou, Bassong (Idrissou), A. Song, Njitap, Eto’o, Emana, Webo (Aboubakar), Eyong (Makoun), Mbia


Loading. Please wait...

Fotos popular