Pravda.ru

Desporto

Afinal, o problema não estava no sintético de Moscovo

18.10.2012
 
Afinal, o problema não estava no sintético de Moscovo. 17431.jpeg

Formação comandada por Paulo Bento desiludiu 50 mil no Dragão e muitos outros no sofá. Hélder Postiga salvou a equipa de escândalo e para se chegar ao Brasil, em 2014, vai ser precisa a calculadora... mais uma vez.

Portugal recebeu e empatou com a Irlanda do Norte a uma bola, esta terça-feira, em jogo a contar para a quarta jornada do Grupo F da fase de apuramento para o Mundial do Brasil 2014.

Depois da derrota em Moscovo, onde o sintético chegou a ser falado como o entrave à forma de jogar da equipa das quinas, percebeu-se que, afinal, o problema não estava ali.

Portugal entrou lento, a chuva que se fazia sentir no norte do país parecia pesar em demasia nos calções da formação nacional, que viu mesmo a Irlanda causar surpresa à meia hora de jogo. Num meio campo que parecia deserto, Niall McGinn acabaria por fugir pela esquerad e rematar sem hipótese para Rui Patrício.

A equipa lusa demorou praticamente 45 minutos a reagir. Salve-se um ou dois lances em que poderia ter chegado ao empate antes, certo é que só nos últimos 15 se viu realmente a alma lusa.

 

Autor: Redação

Quarta, 17 Outubro 2012 10:37

 

Continuação e artigo por inteiro:

 

http://www.ptjornal.com/2012101711432/geral/desporto/portugal-irlanda-do-norte1-1-afinal-o-problema-nao-estava-no-sintetico-de-moscovo.html


Loading. Please wait...

Fotos popular