Pravda.ru

Desporto

A palhaçada dos Rankings da FIFA

18.06.2010
 
A palhaçada dos Rankings da FIFA

Eslovénia (25º no ranking FIFA) empata com os EUA (14); Argélia (30) consegue o mesmo resultado com a Inglaterra (8) e Sérvia (15) vence Alemanha (6) depois de ter sido vencido por Gana (32). Nos últimos dias, Paraguai (31) empatou com Itália (5), RDP Coreia (105) sofreu a derrota mínima contra o Brasil (1); França (9) empatou com Uruguai (16) e perdeu com México (17); Grécia (13) foi derrotada pela República da Coreia (47), Suiça (24) ganhou contra Espanha (2) e Japão (45) derrotou Camarões (19). É preciso dizer mais?

Alemanha 0 Sérvia 1

Grupo D Nelson Mandela Bay/Port Elizabeth Sexta-feira 18 de Junho 18 13.30 SA

O herói da Sérvia e melhor jogador em campo para a FIFA hoje foi o guarda-redes Vladimir Stojkovic, que manteve a equipe no jogo, salvando um pênalti no segundo tempo, deixando o Grupo D em aberto.


Em um jogo mal-humorado com nove cartões amarelos e uma expulsão (Klose recebeu dois amarelos), ambas as equipas constituíram ataques, sendo Stojkovic mais ocupado do que Neyer. O ponto de viragem do jogo foi a expulsão Klose aos 37 '; Jovanovic marcou aos 38'. Krasic correu pela direita e passou para Zigic, que cabeceou para Jovanovic marcar. Alemanha continuou a acreditar em si mesmo e Khedira bateu na barra aos 45 + 1 '.


Após o intervalo, Stojkovic negou Bastian Schweinsteier após 54’ e o ponto alto do segundo tempoveio aos 60’, quando o guarda-redes sérvio defendeu o pênalty Lucas Podolski.

Alemanha: Neuer, Friedrich, Khedira, Schweinsteiger, Ozil (Cacau), Podolski, Klose, Muller (Marin), Badstuber (Gomez), Lahm, Mertesacker

Sérvia: Stojkovic, Kolarov, Vidic, Ivanovic, Stankovic, Jovanovic (Lazovic), Zigic, Krasic, Ninkovic (Kacar), Subotic, Kuzmanovic (Petrovic)

E.U.A. 2 Eslovénia 2


Um jogo emocionante do Grupo C entre uma equipa eslovena que joga um futebol ofensivo e atraente e uma E.U.A. que não só batalha, mas também reúne algumas jogadas excelentes. Uma equipa em ascensão.


Eslovénia ganhava por dois golos aos 42 '. Valter Birsa disparou o tiro no canto superior esquerdo da baliza de Howard, aos 25 '. Os E.U.A. começaram a crescer - Handanovic salvou um remate de livre de Torres e quando E.U.A. aumentava a pressão, a Eslovénia contra-atacou. Novakovic passou a Ljubijankic, que fez o 2-0 aos 42 '.


Na segunda parte, os E.U.A. aplicaram ainda mais pressão. Aos 48 ', 2-1. Landon Donovan (melhor jogador em campo para a FIFA). Os E.U.A. continuaram, Handanovic fazendo defesas para negar Altidore e Bradley, antes de aos 80’, o técnico Bob Bradley colocou o atacante Gomez substituindo o defesa Onyewu e dois minutos depois, o filho do treinador Michael Bradley marcou o empate.


Nos últimos minutos Edu colocou a bola na rede (golo sem efeito por falta), Novakovic dirigiu a cabeçada ligeiramente ao lado e Radosavljevic viu o seu remate fortíssimo defendido por Howard.

EUA: Howard, Bocanegra, Bradley, Onyewu (Gomez), Cherundolo, Dempsey, Donovan, Demerit, Torres (Edu), Altidore, Findley (Feilhaber)

Eslovénia: Handanovic, Breko, Suler, César, Koren, Ljubijankic (Pecnic, Komac), Birsa (Dedic), Novakovic, Jokic, Kirm, Radosavljevic

Argélia 0 Inglaterra 0

Inglaterra começou bem, de forma mais agressiva, mais incisiva, tocando a bola ao redor do parque e chegando no último quarto do campo. Durante um quarto de hora, a equipa do técnico Fabio Capello estava celebrando seu 64º aniversário.


Depois disso, o segundo quarto de hora pertencia a Argélia, sendo evidente a experiência do técnico Rabah Saadane, presente em todas as três presenças do seu país na Copa do Mundo (Espanha, 1982, México 1986, anteriormente) em onda após onda de muito móveis ataques da equipa norte-africana.


Inglaterra tentou lutar nos últimos 15 minutos do primeiro tempo, Gerrard ver seu remate defendido por Mbolhi aos 30’. Dois minutos depois, o goleiro argelino fez uma grande defesa, negando Lampard de perto. Inglaterra parecia ter acordado, sabendo que eles tinham de aumentar o ritmo do seu jogo para ter alguma hipótese de levá-lo para os argelinos. Aos 39 ', Mbolhi facilmente agarrou o remate de Barry e quatro minutos depois, um de Rooney, ambos de fora da área, porque o ataque inglesa tinha tantas dificuldades em penetrar.

70’ – remate de Heskey bloqueado na boca da baliza por Halliche. Inglaterra teve nove cantos na segunda parte, contra um da Argélia, testemunho ao desenvolvimento do jogo. O resultado é também testemunho à atitude da equipa de Fábio Capello, que subestimou o grupo, chamando-o “EASY” (Fácil) (England, Algeria, Slovenia, Yanks) e se depois de dois jogos, contra os EUA e Argélia, Inglaterra conseguiu apenas um golo e dois empates, então tem tudo a provar frente a Eslovénia.

Ashley Cole foi melhor jogador em campo, pela FIFA.

Argélia: Mbolhi, Bougherra, Belhadj, Yahia, Halliche, Boudebouz (Abdoun), Lacen, Matmour, Ziani (Guedioura), Yebda (Mesbah), Kadir

Inglaterra: James, Johnson, Ashley Cole, Gerrard, Terry, Lennon (Wright-Phillips), Lampard, Rooney, Barry (Crouch), Carragher, Heskey (Defoe)

Foto: Stojkovic, guarda-redes da Sérvia, que defeeu um pênalty alemão 


Loading. Please wait...

Fotos popular