Pravda.ru

Desporto

Liga uruguaia de basquete ganha novo presidente – lic. Pablo Martínez Kinder

17.09.2008
 
Pages: 12
Liga uruguaia de basquete ganha novo presidente – lic. Pablo Martínez Kinder

O Lic. Pablo Martinez, além de ser “novinho” e poderíamos dizer com cara de moleque é extremamente conhecido no ambiente do futebol uruguaio pelo sucesso alcançado nas últimas eleições tentando atingir a poltrona de Presidente do famoso time uruguaio, Club Nacional de Football.

Fora isso ele já tinha começado aprimorar sua imagem sempre quanto ao futebol tem a ver, tendo a grande responsabilidade de melhorar a cara do Estádio do Mundial de Futebol Montevidéu 1930, «Grande Parque Central », no bairro La Blanqueada da capital uruguaia.

Foi tanto assim o sucesso que acabou reforçando seu posicionamento como candidato a Presidente dos “Bolsos ou Tricolores uruguaios” e mesmo não alcançando o primeiro alvo da Presidência do clube, acabou dando um mergulho gostoso nessa diretoria de onze membros, ele e mais quatro colegas da turma que acabou acompanhando-o nessa primeira batalha política tendo alcançado o 45% dos votos, que para uma primeira eleição é uma conquista ímpar.

Sob a chefia dele a empresa «CEO Marketing Deportivo» (Marketing Esportivo – www.ceomd.com.uy) faz tudo quanto uma instituição esportiva precisa para continuar evoluindo neste mercado a cada dia mais difícil e lotado de boas idéias.

Por enquanto o novo Presidente da LUB 2008-2009 fica na frente de mais uma barreira a pular por cima mas tem condições para fazer progredir a Liga nesta sexta edição que acabou de começar pois nessa pasta que leva no dia a dia embaixo do braço carrega um currículo a cada dia mais brilhante e lotado de experiência mesmo que pareça incrível pela idade do destaque de hoje.

P: Quando começou sua carreira político-esportiva no Clube Nacional de Montevidéu?

Lic.PMK: Não gostaria intitulá-la como carreira política, pois minha contribuição com o clube deu início de jeito inconsciente trabalhando no Grande Parque Central. Falo inconsciente assim pois fiz sem medir as conseqüências que ia atingir uma obra desse tamanho para o clube e para o esporte em geral.

P: Quanto acabou contribuindo seu pai, o Cr. Morgan Martínez que foi parte da Diretoria anterior do Nacional?

Lic.PMK: Veja, meu pai foi fundamental, bem no Nacional quanto na minha própria vida. Ele é referência e exemplo para mim, do jeito que também são minha mãe e meu avô pelo compromisso de «luta» e o esforço que eles «assinaram» com a vida.

P: Quando percebeu que ia ter sucesso ficando “longe” do pai?

Lic.PMK: Com certeza absoluta, o dia que uma das manchetes de um jornal falou do pai como «o pai do Pablo Martínez Kinder». Levando em consideração que até essa data eu tinha sido sempre «o filho do Morgan», á partir desse dia ele foi «o filho do Pablo». Agora tanto ele quanto eu ficamos extremamente felizes, tenha certeza!!!

P: Seu primeiro grande projeto de MKT foi aprimorar o GPC?

Lic.PMK: Sem dúvida, catapultado pelo amor pelo clube…

P: Ficou surpreso pelo maravilhoso resultado obtido nas eleições do Nacional?

Lic.PMK: Nem por acaso, eu estava querendo ser presidente mesmo e trabalhe á toa de olho nesse objetivo. Não tinha barreira na frente tão alta assim que eu não pudesse pular por cima; queria mesmo obter a vitória.

P: Quais foram melhores jogadores de basquete e futebol brasileiros?

Lic.PMK: Quanto aos brasileiros...no basquete, Oscar, mais uma vez sem dúvida. Ainda me lembro desse ícone do basquete brasileiro na Final Sul-Americana perante o clube Biguá de Montevidéu, que fora ter um grande na outra beira acabou arvorando o caneco.

Mudando de esporte, gostei sempre do estilo do Romário. Adorava na hora que entrava na grande área e com chute enxuto quase executado com as unhas deixava o guardião de papo pro ar. Técnica que as novas gerações esqueceram!!

P: No segmento do futebol, compartilhou jantas ou almoços com as Diretorias dos clubes brasileiros na Libertadores ou Sul-Americana? Nomes?

Lic.PMK: Compartilhei sim, nas Quartas da Taça Libertadores, fiquei do lado da Diretoria do São Paulo, Sr. Ovídio Pereira da Silva, Diretor Adito do Futebol, o Sr. Ricardo Hadadd, Vice-Presidente Administrativo e o Sr. Roberto Rhormens Alves Natel, Vice-Presidente Social e esportes amadores os quais me receberam de um jeito ótimo e aproveito agora para cumprimentar eles caso consigam ler esta reportagem. Também acabei conhecendo o Sr. Carlos Alberto Salvatore Filho, Vice-Presidente dos são-paulinos quem foi anfitrião e recebeu nossa turma com um feijoada incrível. Aquele abraço para ele.

P: Quanto á LUB acredita nas parcerias internacionais para continuar fazendo-a progredir?

Lic.PM: É óbvio, Uruguai vai ter que ficar sempre de olho fora da divisa na procura de parcerias que permitam o desenvolvimento do basquete cá. Também acredito que primeiro temos que fazer bem mais forte a nossa Liga.

P: O clube Sayago na LUB 2007-2008 e o Nacional (basquete) no Torneio Metropolitano que acabou de encerrar, foram os primeiros em trazer um jogador estrangeiro, brasileiro da gema. Agora o Vitor Ramalho no Biguá...não acha que tendo dos vizinhos grandões e poderosos no basquete como Brasil e Argentina, poderíamos trocar os gringos vindos dos EUA pelos sócios do Mercosul?

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular