Pravda.ru

Desporto

Abertura da Copa: Vaias à presidente Dilma e à Fifa

17.06.2014
 

 

Abertura da Copa: Vaias à presidente Dilma e à Fifa. 20468.jpeg

SÃO PAULO/BRASIL - Com medo de vaias e protegida pelo maior e mais forte esquema de segurança oferecido a uma autoridade no País, a presidente do Brasil, Dilma Rousseff, ficou escondida dos torcedores (64 mil pessoas) na cerimônia oficial de abertura da Copa do Mundo de 2014, na Arena Corinthians, na última quinta-feira (12/06), em São Paulo, Sudeste do Brasil, para não ser hostilizada.

Por ANTONIO CARLOS LACERDA

PRAVDA.RU

 

Mesmo escondida, Dilma Rousseff e a Fifa foram sonoramente vaiadas e xingadas por torcedores presentes na Arena Corinthians. Até palavrões foram dirigidos à Dilma e à Fifa, como por exemplo: "Ei, Dilma, vai tomar no c....; Ei, Fifa, vai tomar no c....), gritavam os torcedores que também não esqueceram de dirigir ofensas à Fifa e seus chefões.

 

Houve um esforço muito grande do governo federal para esconder a presidente Dilma do público, mas não deu resultado. Mesmo não fazendo discurso nem emitindo qualquer pronunciamento ao público presente, ela foi repetida vezes vaiada e hostilizada.

 

O jogo de abertura da Copa foi entre Brasil (3) e Croacia (1). Logo no ínício, a Croacia abriu o placar, o que levou o Brasil a uma reação, empatando o jogo ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, a Brasil desempatou, fazendo 2 a 1, com um pênalti duvidoso, em seu favor. Em seguida, o Brasil ampliou o placar para 3 a 1, resultado final do jogo.

 

Quando o jogo estava em 1 a 1, o juiz japonês Yuichi Nishimura marcou um pênalti duvidoso em favor do Brasil. Neymar cobrou e desempatou para o Brasil (2 a 1). A Croacia partiu para cima do Brasil, tentando empatar o jogo, mas o Brasil fez o terceiro gol, derrotando a Croacia por 3 a 1.

 

ANTONIO CARLOS LACERDA é Correspondente Internacional do PRAVDA.RU

 

 


Loading. Please wait...

Fotos popular