Pravda.ru

Desporto

Duas finais russas na Taça do Kremlin do tennis

16.10.2006
 
Duas finais russas na Taça do Kremlin do tennis

O primeiro cabeça-de-chave Nikolay Davydenko derrotou Marat Safin, seu companheiro de equipe na Copa Davis, por parciais de 6-4, 5-7 e 6-4 e deu à Rússia uma dupla vitória na Kremlin Cup neste domingo.

Davydenko quebrou o serviço de Safin duas vezes no começo do terceiro set e abriu uma vantagem de 3-0 antes de completar a vitória na primeira final masculina entre russos nos 16 anos do evento em Moscou. Com essa vitória Davydenko, quinto do ranking mundial, ficou mais próximo de uma vaga no Masters Cup de Xangai, que acontece no mês que vem e encerra a temporada. Safin, ex-primeiro do mundo que retornou ao circuito em fevereiro depois de seis meses afastado por uma lesão no joelho, buscava seu primeiro título desde a conquista do Aberto da Austrália em janeiro de 2005.

Mais cedo no domingo, em outro confronto entre russas, Anna Chakvetadze surpreendeu a quinta cabeça-de-chave Nadia Petrova com uma vitória de 6-4 e 6-4 e venceu seu segundo título em um mês. Chakvetadze, que conseguiu seu primeiro título na China duas semanas atrás, superou a experiente Petrova graças a um desempenho consistente e melhor cobertura na quadra. Petrova, que buscava seu sexto título do ano, jogou com as duas coxas enfaixadas e ainda lutava com uma lesão no peito.

"Tive um pouco de sorte hoje, porque Nadia não estava 100 por cento bem", disse Chakvetadze, que derrotou Petrova nos dois outros confrontos que tiveram este ano. "Mas mesmo assim estou muito feliz por ter vencido em Moscou", acrescentou a tenista de 19 anos, que levou um prêmio de 196.900 dólares.

Ela chegou à semifinal com a ajuda da desistência da campeã do Aberto dos EUA e segunda cabeça-de-chave Maria Sharapova, que machucou o pé na sexta-feira. Chakvetadze quebrou o serviço da número cinco do mundo no nono game do primeiro set e novamente duas vezes no segundo set, quando chegou a abrir uma vantagem de 4-1.

Apesar de Petrova ter recuperado uma quebra de Chakvetadze, a número 24 do ranking persistiu e conquistou a maior vitória de sua carreira. Ela conferiu seu primeiro match point quando Petrova colocou um forehand na rede e encerrou a partida depois de uma hora e meia. Pela primeira vez, Chakvetadze alcança as 20 melhores do mundo. Ela deve ficar na 16 colocação quando o novo ranking for divulgado na segunda-feira.

Apesar da derrota, Petrova continuou otimista. "Não vou transformar isso numa tragédia", disse ela. "Fiz o que pude hoje. Três quartos do meu corpo estavam enfaixados e isso afetou meu jogo, limitou meus movimentos."

Segundo "Reuters Brasil"


Loading. Please wait...

Fotos popular