Pravda.ru

Desporto

Liga dos Campeões termina fase

16.03.2011
 

Manchester United, Inter Milan, Real Madrid e Chelsea FC se juntam a Barcelona, Tottenham FC, Schalke 04 e Shakhtar Donetsk nos quartos-de-final na Liga dos Campeões. Três equipas inglesas, duas da Espanha, e uma cada da Alemanha, Itália e Ucrânia passam para a próxima eliminatória.

Real Madrid 3 Olympique Lyon 0 (4-1)

Depois do empate 1-1 na França, o Real Madrid de José Mourinho esmagou a equipa francesa em Madrid com gols por Marcelo (37), Benzema (66) e Di Maria (76). Real Madrid teve 15 remates contra 4 de Lyon.

Chelsea FC 0 FC Kobenhavn 0 (2-0)

Chelsea FC empatou sem golos em Londres mas passa devido à vitória for a por 2-0 em Copenhaga. A equipa de Londres teve apenas de gerir a partida mas a estatística não deixa dúvidas: 21 contra 7, 10 cantos a 3, mas deixou a posso de bola à equipa dinamarquesa (55 a 45%).

  Manchester United 2 Marseille 1 (2-1)

Dois golos por Hernández, 5' e 75', afundaram Marselha, cujo tento foi marcado por um auto-gol por Brown aos 82'. O time da casa justifica a afirmação por Sir Alex Ferguson que "somos uma boa equipa, uma vez ficamos com a bola no chão e começar a jogar". Manchester United teve 10 tiros, oito no alvo, em comparação com dez tiros de Marselha (3 no alvo). Os cantos foram seis cada e a equipa da casa tinha a vantagem de posse, 57% para 43%.

Bayern de Munique 2 - Inter de Milão 3 (3-3, o Inter passa por golos marcados fora)

Inter calou o Fussball Arena, em Munique com um gol de Eto'o (4), e em seguida, as respostas de Sneijder (63) e Pandev (88) depois de Bayern ter entrado no jogo com gols de Gomez (21) e Muller (31). Bayern não conseguiu converter a pressão em gols (9 tiros no alvo em comparação com 3), apesar do fato de que os italianos tinham uma ligeira vantagem em termos de posse de bola (52-48%).



Barcelona 3 Arsenal FC  1 (4-3 após dois jogos)

Golos de Messi (quem mais?) Em 45 +3' e 71 '(grande penalidade) e Xavi Hernández aos 69' para o time da casa; Busquets marcou um gol a favor do Arsenal aos 53'. Barcelona passa para os quartos-de-final.

Na próxima sexta-feira o nome do FC Barcelona vai entrar no sorteio, em vez de o de Arsenal, que teve o azar de ver Robin van Persie ser expulso após 56 minutos em uma decisão duvidosa e aparentemente precipitada por parte do árbitro, que esperava que ele ouvisse um apito acima de 95.000 vozes a vários metros de distância. 11 contra 11, o Arsenal teria uma chance muito melhor, mas ... isso é futebol.

No final do jogo, as estatísticas falam muito alto para o Barça: 3 gols contra 1, 10 tentativas de gol contra zero, sete tentativas de fora do alvo contra zero, cinco cantos contra 2 e de posse de bola, 68% contra 32%.

Shakhtar Donetsk 3 Roma 0 (6-2 após dois jogos)

Gols por Willian aos 18 'e 58' e Eduardo (sub.) aos 87 'enterraram Roma que havia perdido a primeira mão em casa por 2-3. O time ucraniano ainda não perdeu em casa desde 2009. A equipe de Mircea Lucescu venceu categoricamente contra a AS Roma, mas apesar da pontuação foi um bom jogo de futebol. A equipe ucraniana teve 10 tiros, seis no alvo e 4 fora, enquanto os italianos tiveram oito (3:5). O time da casa tinha a vantagem de cantos (7:4). O Shakhtar teve também a vantagem na posse de bola, 56% a 44%.

Tottenham Hotspur 0 AC Milan 0 (1-0)

Tottenham aguentou a pressão italiana, aproveitando o 1-0 for a no primeiro jogo em Milão. O treinador dos Spurs Harry Redknapp rotulou seus jogodores "incríveis" já que a equipa inglesa entra pela primeira vez nos quartos-de-final da Liga pela primeira vez na sua história.

Milan se mostrou mais perigoso em Londres, com 11 remates, três no alvo e 8 fora, enquanto que o Spurs teve 6 (1;5). Os italianos tiveram 5 escanteios a 4 e posse de bola 58% a 42%.

Schalke 04 3 Valencia 1 (4-2)

Valencia começou a Segunda mão na Alemanha da melhor forma, Ricardo Costa marcando o primeiro golo aos 17'. A equipa de casa voltou, e ainda na primeira parte, Farfán marcou aos 40',  e Schalke marcou mais dois golos no segundo tempo - Gavranovic aos 52' e Farfán 90+4'.

Valencia teve mais posse de bola (58% a 42%), Schalke mais remates (13, 6 no alvo) a 9 da equipa espanhola (4;5).

Aleksei Federov
Pravda.Ru

 


Loading. Please wait...

Fotos popular