Pravda.ru

Desporto

Wei Yang confirma o favoritismo na ginástica artística masculina

14.08.2008
 
Wei Yang confirma o favoritismo na ginástica artística masculina

Na quinta-feira o chinês Wei Yang confirmou o favoritismo e garantiu o primeiro lugar na final de individual geral da ginástica artística masculina nos Jogos de Pequim. Para delírio da torcida, o veterano ginasta repetiu a grande performance das eliminatórias, quando também somou a maior pontuação, e conquistou seu segundo ouro nas Olimpíadas, dois dias depois de ajudar a China a levar o título masculino por equipes, segundo OUL Esportiva.

Após um início mediano no solo, onde obteve 15,250 pontos, Yang, de 28 anos, fez grande apresentação nos quatro aparelhos seguintes: foi o segundo melhor nas argolas (16,625) e no salto (16,550), e o terceiro melhor nas paralelas (16,100) e no cavalo com alças (15,275). Na barra fixa, Yang teve um desempenho bastante irregular, apenas a 15ª nota (14,775), mas foi o suficiente para que ele somasse 94,575 pontos.

E esse não foi o ato final de Wei Yang nessas Olimpíadas. O chinês ainda disputará as decisões do salto, das argolas e do cavalo com alças, com boas chances de pódio em pelo menos dois dos três aparelhos. Yang é o atual bicampeão mundial de individual geral e conquistou a prata na mesma modalidade nos Jogos de Sydney-2000.

A segunda colocação ficou com o japonês Kohei Uchimura, que na última rotação ultrapassou o sul-coreano Taeyoung Yang, bronze em Atenas-2004. Yang teve uma performance muito fraca no cavalo com alças e despencou para o 10º lugar na classificação. Já Uchimura, que esteve entre os primeiros durante toda a rotina, encerrou sua apresentação na barra fixa, obtendo a quinta melhor nota do aparelho. No total, o japonês somou 91,975 pontos.

Em disputa acirrada, o bronze foi parar nas mãos do francês Benoit Caranobe, com a pontuação total de 91,925. Na rodada final, o europeu azarão, 10º nas eliminatórias, deixou para trás o japonês Hirouyki Tomita (4º) e os russos Sergey Khorokhordin (5º) e Maxim Devyatovskiy (6º).

A grande decepção ficou por conta do alemão Fabian Hambuechen, um dos fortes candidatos a medalha. Atual campeão mundial da barra fixa, o europeu caiu justamente daquele que é seu melhor aparelho, e na última rotação, perdendo qualquer chance de subir ao pódio.

Campeão do individual geral em 2004, o norte-americano Paul Hamm era um dos favoritos ao ouro mais uma vez em Pequim, mas foi cortado de sua seleção a poucas semanas da competição por não se recuperar a tempo de uma lesão no braço. O ginasta, que havia se aposentado após os Jogos de Atenas, retornou às competições justamente para tentar o bicampeonato olímpico, mas não teve chances de competir na China.


Loading. Please wait...

Fotos popular