Pravda.ru

Desporto

Pereirinha levou o Sporting aos quartos-de-final da Taça UEFA

14.03.2008
 
Pereirinha levou o Sporting aos quartos-de-final da Taça UEFA

O Sporting venceu na noite desta quinta (13) o Bolton da Inglaterra por 1 a 0 na segunda mão dos oitavos-de-final da Taça UEFA de futebol. Bruno Pereirinha, autor do tento do Sporting (85 minutos), considerou justa a vitória, embora reconheça que a equipa demorou "algum tempo a assentar o jogo".

De acordo com o Jornal de Notícias, nos primeiros dez minutos, o Bolton mandou no jogo, atacou, trocou a bola e rematou mesmo à baliza de Patrício. E esses foram mesmos os únicos minutos do primeiro tempo em que a velocidade esteve em campo. Depois, foi um bocejo contínuo...
O Sporting, como lhe competia, assentou ideias, começou a trocar a bola, mas a enormidade de passes falhados impediu que o jogo tivesse uma qualidade perto do aceitável. É que, mesmo quando os leões se instalaram por completo no meio-campo adversário, qualidade foi mesmo algo que esteve extremamente afastado das quatro linhas de Alvalade.

 Perante um Bolton extremamente acessível, a equipa de Paulo Bento não conseguia, por vezes, encontrar o caminho para progredir no terreno e, por outras, parecia querer adormecer o jogo, revelando uma gritante falta de ambição, típica de quem está contente com o empate sem golos. E se é verdade que esse resultado dava a passagem aos quartos, também era um risco.


O rumo dos acontecimentos variava entre uma excessiva lateralização do jogo, os passes falhados e três ocasiões de perigo que os leões criaram, todas elas com a participação de Liedson e Vukcevic. Mas exigia-se bem mais ao Sporting, perante um adversário que só de bola parada e sempre pelo ar conseguiu levar alguns problemas à área de Rui Patrício, e a insatisfação sentia-se nas bancadas.

Apesar do marasmo em que se transformou a partida, Paulo Bento nada fez para a espevitar, convencido de que o ritmo e o rumo dos acontecimentos eram os ideais para as necessidades leoninas. Do outro lado, o Bolton, com uma formação que pelo que mostrou não deixa de causar surpresa a forma como eliminou o Atlético de Madrid, não tinha muitas soluções e continuou a praticar o futebol simples que sabe.

Ainda assim, e perante alguma passividade dos leões, fez tremer a defensiva da casa por algumas vezes. Mas nunca se sentiu capacidade nos ingleses para se superiorizarem aos leões e, em todo o segundo tempo, a melhor oportunidade pertenceu mesmo à equipa lisboeta que, mais uma vez por Liedson, não conseguiu bater Al-Habsi.

E foi já a cinco minutos do final do jogo que Pereirinha, o melhor jogador do Sporting, deu finalmente o seguimento correcto a um contra-ataque desenhado por João Moutinho, marcando um golo pleno de técnica e classe. Esse foi mesmo o único movimento de verdadeira qualidade em todo o jogo. E foi o que bastou para selar a justiça da vitória leonina e da passagem aos quartos-de-final da Taça UEFA.


Loading. Please wait...

Fotos popular