Pravda.ru

Desporto

Kaká fora da seleção nacional

13.05.2007
 
Kaká fora da seleção nacional
O meia-atacante Kaká, acaba de pedir dispensa da Copa América através de carta.  O motivo principal é cansaço, já que o jogador não tem férias desde 2004. Em 2005, ele disputou a Copa das Confederações e em 2006, jogu a Copa do Mundo da Alemanha.
 Com isto Kaká e Milan escreveram à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pedindo para que o jogador seja liberado da Copa América deste ano.

"Em vista de uma possível convocação para a Copa América, acredito que eu não esteja em condições ideais para oferecer a performance esperada em nível internacional", disse Kaká na carta publicada no site do Milan na Internet (www.acmilan.com) neste sábado.

"Com essa carta, eu peço formalmente para ficar de fora da Copa América."

O Milan divulgou em seguida seu próprio comunicado afirmando que apóia a iniciativa do jogador.

O comunicado incluiu um fax que o vice-presidente do clube italiano, Adriano Galliani, enviou à CBF na semana passada.

"Nas últimas três temporadas, Kaká jogou 180 partidas, sem tirar férias nos últimos dois anos para a Copa das Confederações da Fifa, em 2005, e para a Copa do Mundo, em 2006", afirmou o dirigente.

"Se ele for convocado para a Copa América de 2007, serão três verões sem férias para ele."

"É por isso que estamos pedindo a sua intervenção para deixar Kaká fora da próxima Copa América, para permitir que ele se recupere para a próxima temporada e para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, com a seleção do Brasil e para as partidas oficiais do Milan."

De acordo com o site da CBF, o técnico da seleção brasileira, Dunga, afirmou que gostaria de poder com todos os jogadores para a Copa América, mas acrescentou que a decisão do meia do Milan abre espaço para que outros jogadores sejam aproveitados na Copa América.

Kaká se mostrou em excelente forma no Milan nesta temporada, liderando o time rumo à final da Liga dos Campeões, no dia 23 de maio, contra o Liverpool.

A Copa América será realizada na Venezuela este ano entre os dias 26 de junho e 15 de julho.A CBF espera, para os próximos dias, pedido idêntico de Ronaldinho Gaúcho, do Barcelona e que também não tira férias de 2004.

 Fonte Reuters


Loading. Please wait...

Fotos popular