Pravda.ru

Desporto

Brasil se despediu do Mundial Sub-20

12.07.2007
 
Brasil se despediu do Mundial Sub-20

Na madrugada desta quinta-feira, a seleção foi derrotada pela Espanha por 2 a 0 na prorrogação, após empate por 2 a 2 no tempo normal.

Com uma virada incrível, o Brasil se despediu do Mundial Sub-20, que está sendo realizado no Canadá.

A performance sela a pior campanha nacional nesta competição. Tirando 1979, quando o Brasil não se classificou para a fase final, o pior resultado brasileiro foi a queda nas quartas-de-final em cinco edições (1981, 1987, 1997, 1999 e 2001). Na história, o Brasil foi campeão em quatro vezes (1983, 1985, 1993 e 2003), vice em duas (1991 e 1995) e terceiro em outras três edições (1977, 1989 e 2005).

Já no Sul-americano, disputado em janeiro, o Brasil encontrou muita dificuldade para se classificar, mas reagiu na fase decisiva e levou o título. No Mundial, o time perdeu o volante Lucas, contundido, amargou tropeços para Polônia e EUA na primeira fase, só se classificou no índice técnico, e deu adeus logo na primeira eliminatória.

Apesar da vantagem de 2 a 0 aberta pelo Brasil, a Espanha foi melhor em praticamente toda a partida e a seleção verde-amarela acabou “achando” dois gols no final do primeiro tempo, quando era dominado. Após os espanhóis perderem, pelo menos, três boas chances, a seleção comandada por Nelson Rodrigues abriu o placar aos 38 minutos, em um belo gol de voleio de Leandro Lima, após cruzamento de Amaral.

O gol fez a Espanha se perder em campo e o Brasil não teve problemas para ampliar dois minutos depois. Em jogada individual, Willian tocou para Marcelo, que driblou Barragan e cruzou na medida para Alexandre Pato marcar. Mas a Espanha conseguiu ainda diminuir na primeira etapa aos 42, através do zagueiro Piqué.

Na volta do intervalo, o que se viu foi um show espanhol. Cansando de explorar o lado esquerdo, já que Eduardo Ratinho pouco marcava, a Espanha foi dando trabalho a Cássio. O Brasil só chegava em jogadas de Alexandre Pato, sendo que em uma delas Luiz Adriano perdeu uma chance clara de marcar aos 22. A Fúria não se incomodou e seguiu ditando o ritmo da partida até empatar o jogo em um lance bizarro da defesa brasileira. Aos 38, Javi Garcia aproveitou que o Brasil estava distraído, arrumando a barreira e bateu rapidamente a falta, acertando o canto esquerdo de Cássio, que, atônito, apenas assistiu à bola estufando as redes.

Bem melhor em campo, a Espanha ainda teve mais uma boa  oportunidade com Capel, aos 44, mas o atacante acertou a trave. Na prorrogação, porém, a partida seguiu da mesma forma. Com uma nítida superioridade física, a Espanha só era ameaçada em lances isoladas e cansava de chegar à meta rival. Aos 11, a jogada mais repetida da partida deu origem ao gol da virada. Capel avançou pela esquerda e cruzou na cabeça de Bueno, que apenas tocou no canto esquerdo de Cássio.

Se não bastasse sofrer o gol, o Brasil ainda tinha um jogador a menos em campo, já que Leandro Lima fora expulso, segundos antes do terceiro tento espanhol. Sem criatividade e poder de reação, o Brasil ainda acabou sofrendo o quarto gol, com Adrian Lopez, aos 16 minutos do segundo tempo da prorrogação, selando assim de forma melancólica a sua pior participação em Mundial Sub-20.

Fonte Gazeta Esportiva


Loading. Please wait...

Fotos popular