Pravda.ru

Desporto

Sul-africano morreu na 4ª etapa de Rali Dacar

10.01.2007
 
Sul-africano morreu na 4ª etapa de Rali Dacar

Rali Dacar cada ano faz a colheita de mortes. Depois da morte de pilotos como Meoni (2005), Caldecott (2006) nesta terça-feira morreu piloto sul-africano Elmer Symons após sofrer um acidente com sua moto durante a quarta etapa do Rally Dakar-2007, entre as cidades de Er Rachidia e Ouarzazate, no Marrocos.

 Elmer Symons tinha 29 anos, era responsável por uma empresa de importação de peças mecânicas e também um apaixonado pelo Dacar, prova onde esteve algumas vezes integrado em equipas de assistência de vários pilotos.

Este ano tinha conseguido entrar na competiçáo e, com uma moto KTM, ocupava o 18º lugar da geral а partida para a fatádica etapa de Er Rachidia para Ouarzazate. A pista era dura e coberta de calhaus. O piloto estava sozinho quando caiu, mas o sistema de alerta (Iritrak) por GPS assinalou a sua paragem.


Symonds se acidentou no quilômetro 142 do trecho. O helicóptero médico da organização do rali chegou oito minutos após o acidente, mas o sul-africano já estava morto.

Esta foi a primeira vítima fatal registrada nesta edição do rali, considerada a prova mais perigosa da modalidade. Apesar da morte do piloto a organização do Rali Dacar anunciou que a prova não sofrerá nenhum tipo de alteração.

Na quarta etapa na categoria carros venceu a dupla formada pelos franceses Jean-Louis Schlesser e Arnaud Debron .

Os franceses acabaram a etapa  à frente do espanhol Carlos Sainz e do francês Michel Perin, segundos colocados. Os espanhóis Nani Roma e Lucas Cruz Senra ficaram em terceiro.

Mesmo com a segunda colocação, Sainz e Perin seguem na liderança geral, agora com 1min55 de vantagem sobre o sul-africano Giniel de Villiers e do alemão Dirk von Zitwekitz.

O melhor brasileiro foi Paulo Nobre. Ele e o português Filipe Palmiero ficaram na 17ª colocação. Na geral, a dupla está na 22ª posição .


Loading. Please wait...

Fotos popular