Pravda.ru

Desporto

Final de Roland Garros: Nadal contra Federer

09.06.2007
 
Final de Roland Garros: Nadal contra Federer

Rafael Nadal e Roger Federer vão defrontar-se no encontro decisivo de Roland Garros, repetindo a final de 2006, então ganha por Nadal, em quatro partidas. O suíço de 25 anos, que busca o único título de Grand Slam que ainda não conquistou, demonstrou mais serenidade para garantir seu lugar na final contra o espanhol Nadal, que suou menos para derrotar o sérvio Novak Djokovic por 7-5, 6-4 e 6-2 na outra semifinal.

"Qualquer coisa podia ter acontecido nessa partida", disse Federer com um suspiro de alívio depois de conquistar a vitória contra Davydedko.

"Foi apertado até o fim. Eu poderia ter perdido em três sets, mas venci. Ele é um excelente tenista e foi um bom teste para mim antes da final."

Para atingirem a grande final, Nadal deixou pelo caminho Novak Djokovic, vencedor da última edição do Estoril Open, e Federer eiminou Nikolay Davydenko, ambos em três partidas.

Desta forma, os dois melhores tenistas da actualidade chegam à final do «grand slam» parisiense sem ceder qualquer «set», deixando assim bem vincada a sua superioridade.

Nadal vai tentar fazer o «tri», algo que até hoje apenas foi conseguido por quatro tenistas: André Vacherot (1894-1896), Max Decougis (1907-1909 e 1912-1914), Paul Aymé (1897-1900) e Bjorn Borg (1978-1981), sendo que Tanto Aymé como Borg conseguiram vencer o Roland Garros quatro vezes consecutivas.

Para Nadal e Federer, 2007 pode ficar na história. É que, caso qualquer um dos dois conquiste a final em três «sets» junta-se ao restricto lote de vencedores sem perderem qualquer parcial. O quarto cabeça-de-chave Davydenko, que poderia ter alcançado sua primeira final de Grand Slam, deu seu máximo contra Federer durante toda a partida, mas não foi o suficiente.

O tenista de 26 anos se despediu com um erro de backhand no segundo match point, depois de pouco mais de três horas de tênis de alto nível.

Davydenko, que esteve em vantagem nos três sets, acabou cedendo à pressão nos momentos decisivos das parciais, apesar de ter dito muitas oportunidades de quebrar o serviço do suíço.

Após a derrota no tiebreak do segundo set, no qual Davydenko salvou dois set points, o russo recusou-se a desistir e conseguiu mais uma quebra no quarto game do terceiro set. Ele fazia 5-3 e servia para o set, mas desperdiçou dois set points antes de sofrer nova quebra.

Até hoje, apenas Nastase (1973) e Borg (1978 e 1980), sendo que quando Nastase conseguiu essa proeza a prova disputava-se à melhor de três «sets» nas primeiras duas rondas. Primeiro homem a chegar a três finais consecutivas em Roland Garros desde Jim Courier em 1993, Nadal havia acumulado 81 vitórias seguidas no saibro quando perdeu para Federer na final de Hamburgo no mês passado.

"Uma partida entre o número um e o número dois do mundo sempre é uma ocasião especial", disse Nadal, já antecipando a final de domingo.

"Ele é o melhor tenista da história do esporte. Vou ter que dar o melhor de mim. Só assim se pode derrotar Roger."

QUADRO MASCULINO (4.ª RONDA)

. Rafael Nadal (ESP, 2) - Novak Djokovic (SER, 4), 7-5, 6-4 e 6-2

. Roger Federer (SUI, 1) - Nikolay Davydenko (RUS, 4), 7-5, 7-6 (7-5) e 7-6 (9-7)

 Fonte Reuters


Loading. Please wait...

Fotos popular