Pravda.ru

Desporto

Itália anuncia combate à violência nos estádios

06.02.2007
 
Itália anuncia combate à violência nos estádios
O governo da Itália prometeu na terça-feira continuar adotando novas medidas de combate à violência no futebol, entre as quais realizar partidas sem a presença de torcedores nos estádios que não cumprirem as normas de segurança.

As medidas foram anunciadas na segunda-feira, depois da suspensão de todas as partidas em virtude da morte do policial Filippo Raciti, durante um conflito ocorrido entre torcedores do Catania e do Palermo, na Sicília, na sexta-feira, em jogo do Campeonato Italiano.

O diário La Gazzetta dello Sport descreveu as medidas como um "coquetel de esperança", mas destacou a necessidade de implantar regulamentações "para as quais, mesmo recentemente, se fez vista grossa".

Entre as medidas, há a previsão de tornar mais rígido o sistema que proíbe a entrada nos estádios de pessoas envolvidas em atos violentos e a de impedir que sejam vendidas grandes quantidades de ingresso para grupos de torcedores da equipe que joga fora de casa.

"Temos o dever de resistir às pressões que virão do mundo do futebol. Porque a vida humana e o direito à segurança pública valem muito mais do que os interesses econômicos", afirmou ao Parlamento o ministro italiano do Interior, Giuliano Amato.

Na segunda-feira, Antonio Matarrese, que representa os interesses financeiros das equipe scomo chefe da liga de futebol italiano, foi criticado por afirmar que "o espetáculo precisa continuar" e que as partidas deveriam ser realizadas novamente.

Alguns políticos e dirigentes de futebol pediram a renúncia de Matarrese. Entre os que fizeram um apelo do tipo está o ministro italiano da Infra-Estrutura, Antonio Di Pietro, para quem a temporada deste ano deveria ser cancelada de forma definitiva.

"Alguns dias de suspensão não serão suficientes para que sejam tomadas decisões de grande impacto", afirmou Di Pietro. "Os cidadãos se sentiriam enganados, e com razão."

No entanto, segundo comentaristas esportivos, as novas regras, que ainda precisam ser sancionadas na quarta-feira em uma reunião especial de gabinete, abririam o caminho para a retomada das partidas, no próximo final de semana.

"Havia uma obrigação de suspender a rodada de domingo como sinal de luto. Mas seria praticamente impossível suspender tudo de forma indefinida", afirmou o jornal Corriere della Sera sob a manchete "Estamos de olho!".

O chefe da federação de futebol da Itália disse que decidirá, até quinta-feira, sob a retomada das partidas.

Reuters


Loading. Please wait...

Fotos popular