Pravda.ru

Desporto

Começa julgamento por possível jogo arranjado no futebol espanhol

04.09.2019
 
Começa julgamento por possível jogo arranjado no futebol espanhol. 31670.jpeg

Começa julgamento por possível jogo arranjado no futebol espanhol

Madri, 3 set (Prensa Latina) Antigos jogadores e diretores do Zaragoza e do Levante se sentarão a partir de hoje no banco dos acusados pelo suposto arranjo de um jogo entre ambos clubes do futebol espanhol.

 

O julgamento contra 36 jogadores de futebol começou nesta terça-feira na cidade de Valência e entre os acusados figuram também o técnico mexicano Javier Aguirre, outrora treinador do Zaragoza, bem como o então presidente do clube, Agapito Iglesias; e vários diretores da entidade.

Este é o primeiro grande processo judicial na Espanha sobre um suposto jogo falseado e a previsão é que dure até o final do mês.

A partida em questão remonta à última jornada da Liga espanhola 2010-2011, quando o Real Zaragoza evitou de ser baixado a segunda divisão com a vitória sobre o Levante (2-1) em casa, em Valência, graças a dois gols de Gabi Fernández.

Segundo argumento da Promotoria Anticorrupção, o Zaragoza, também acusado como pessoa jurídica, enviou quase um milhão de euros às contas bancárias de alguns de seus jogadores e integrantes do corpo técnico. Antes disso, os implicados tiraram o dinheiro e o entregaram aos jogadores do Levante, com o objetivo de garantir a vitória em um encontro que lhes permitiu se manter na primeira divisão.

De acordo com um auto do tribunal de Valência (sudeste), os jogadores do Levante que supostamente receberam o dinheiro reduziram de maneira drástica suas despesas após os fatos, sem dar uma 'explicação razoável' para isso.

Isto, na opinião do tribunal, constitui um 'indício muito relevante' de um possível arranjo.

As defesas de vários dos acusados pediram a nulidade do caso ao entender que se baseia em uma denúncia de Javier Tebas, atual presidente da Liga, que obteve como advogado informação de um cliente, o que vulneraria o segredo profissional e o direito à intimidade.

Foi o advogado do Zaragoza o primeiro a propor a questão e recordou que, segundo as declarações de Tebas, públicas e na instrução, ele foi avisado do possível arranjo do jogo dias antes do mesmo.

No entanto, só apresentou a denúncia depois de ter recebido informação de um jogador da equipe em seu despacho profissional, que tinha ido para lhe pedir seus serviços como advogado.

mgt/edu/jp

Por Valentin Mate Sanchez - Obra do próprio, CC BY-SA 3.0 es, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=35640616

 


Fotos popular