Pravda.ru

Desporto

Orlando Silva anuncia estudo de PAC específico para realização da Copa de 2014

03.12.2008
 
Orlando Silva anuncia estudo de PAC específico para realização da Copa de 2014

O ministro do Esporte, Orlando Silva, disse nesta segunda-feira (01/12), na Associação Comercial de São Paulo, que está sendo estudada a criação de um PAC, Programa de Aceleração do Crescimento, específico para viabilizar os investimentos necessários à realização da Copa do Mundo de 2014 no Brasil.


Ele deu a notícia durante palestra promovida pela Central Brasileira do Setor de Serviços (Cebrasse) sobre o tema “Copa do Mundo de 2014 – Oportunidades para o Setor de Serviços”.


Para o ministro, os investimentos públicos deverão se concentrar nos setores de infra-estrutura e de segurança, deixando a construção de estádios para a iniciativa privada. “Esperamos ter modelos para atrair investimentos privados para a construção de arenas”, revelou.


Orlando Silva citou alguns números da Copa da Alemanha, realizada em 2006, para demonstrar o impacto de um evento das dimensões da Copa do Mundo na economia do país sede.


Silva relatou que, na Alemanha, durante a Copa, estiveram presentes mais de 500 emissoras de TV que produziram 71 mil horas de transmissão. O país recebeu 18.850 profissionais de mídia e foram 30 bilhões de expectadores em mais de 240 países. Somente o site oficial da Fifa teve no período 4,2 bilhões de acesso.


Durante a Copa, os principais mercados emissores de turistas para a Alemanha, cresceram significativamente. No Reino Unido, o fluxo de turistas aumentou 35,9%, nos Estados Unidos 21,2% e na África do Sul (sede da próxima Copa) a expectativa de crescimento é de 40,2%. O número de turistas de brasileiros que foram para lá aumentou nada menos que 255,8%.


Os negócios no varejo aumentaram 2 bilhões de euros durante a Copa e 40 mil vagas temporárias de emprego foram geradas.


O governo alemão, segundo Orlando Silva, investiu 3.9 bilhões de euros na construção de rodovias, 3,58 bilhões de euros em transporte e 2 bilhões em infra-estrutura de estádios.


O ministro disse acreditar que, a realização da Copa do Brasil em 2014 além de todas as outras vantagens, encurtará os prazos de obras essenciais em infra-estrutura para a melhoria da qualidade de vida do cidadão brasileiro.


Marizete Mundim/Ministério do Esporte


Loading. Please wait...

Fotos popular