Pravda.ru

CPLP » Timor Leste

Alfredo Reinado disparará contra quem o tentar recapturar

07.09.2006
 
Alfredo Reinado disparará contra quem o tentar recapturar


O major Alfredo Reinado, detido em Julho em Díli pelas forças australianas por posse ilegal de armas, e que está em fuga há uma semana, ameaçou em entrevista atirar sobre os militares australianos, se estes o tentarem capturar. O chefe da revolta timorense alega ter o direito de se defender no próprio país.

"Não venham à minha procura porque eu não sou um problema para este país", alertou Reinado, em entrevista por telemóvel, à cadeia de televisão australiana SBS, a partir de um local desconhecido em Timor-Leste.

"Mas se mesmo assim vierem atrás de mim, eu vou impedi-los. Se dispararem contra mim eu também vou disparar contra eles. Tenho o direito de me proteger no meu país", ameaçou.

O comandante das forças australianas em Timor-Leste, brigadeiro Mick Slater, levou a ameaça a sério, mas disse que já tinha havido contactos com Reinado, e espera que o líder dos militares rebeldes se renda em breve. "Se ele se entregar aos soldados australianos, será tratado com justiça", disse.

Reinado evadiu-se da cadeia de Becora, em Dili, a 30 de Agosto, acompanhado por 56 reclusos. O major estava preso desde Julho, por posse ilegal de armas. Alfredo Reinado garante estar disposto a enfrentar a Justiça mas num tribunal "isento" e "sem influências políticas".

Reforços em Timor-Leste

O primeiro-ministro australiano, John Howard, anunciou hoje no Parlamento que a Austrália vai enviar mais 120 soldados para Timor-Leste, onde Camberra já tem 1.110 militares integrados nas força internacional de paz.

Howard assegurou que a Austrália continuará a apoiar Timor-Leste mas avisou que o Governo de Díli tem de começar a responsabilizar-se pelos seus próprios problemas.

Lusa



Loading. Please wait...

Fotos popular