Pravda.ru

CPLP » São Tomé

STP: Afinal os Deuses Não Estavam Loucos

02.06.2008
 
STP: Afinal os Deuses Não Estavam Loucos

A queda do pequeno Trovoada poderá ter sido um sinal que os Deuses não estavam loucos, ou talvez aperceberam-se em tempo útil que o povo de S.Tomé e Príncipe não mais merecia continuar a ser governado por gentinhas desprezíveis.

O quê fazer agora ?

Reprovo a ideia de novas eleições como também a de mais um governo de consenso entre as forças partidárias. Claro que os apologistas da continuidade do enriquecimento fácil encontrarão na frágil constituição argumento para me contrariarem.

Impõe fazer-lhes a seguinte pergunta.

Porque não defendem o respeito da constituição face aos casos de impunidade, roubo, má gestão de bens públicos, e por ultimo o dever dos eleitos em respeitarem a constituição em todo o seu esplendor ?

A razão está, se o defendessem, vários eram os ex e actuais governates que estariam privados de liberdade.

O momento politico é de excepção. Face a situação, nada impede que seja encontrada uma Medida de Excepção.

A opção GOVERNO DE SALVAÇÃO NACIONAL, constituido por gente fora do âmbito partidário e acima de toda e qualquer suspeita parece-me ser a saída mais sábia e a que melhor poderá representar os interesses do país.

Qual seria o papel deste governo e como funcionar ?

Seria um governo com responsabilidades para arrumar a casa, com o dever de devolver a autoestima e confiança aos santomenses, através da reposição do pilar fundamental da democrácia, que é a Justiça. Governo feito por gente com sentido de MISSÃO.

Os partidos, estariam à margem da governação. Tempo e condições suficientes para se reorganizarem ou mesmo fazerem roturas com o passado onde tudo era permitido.

Não tenho orgulho nenhum em continuar a observar que ministros ou funcionários afins suspeitos ou mesmo envolvidos em casos de corrupção, continuem a representar o meu país.

Danilo Salvaterra


Loading. Please wait...

Fotos popular