Pravda.ru

CPLP » Portugal

Sócrates ofereceu Portugal como plataforma para a venda de gás russo

30.05.2007
 
Sócrates ofereceu Portugal como plataforma para a venda de gás russo

O Presidente russo Vladimir Putin e o Primeiro-ministro portugês José Sócrates apresentaram ontem (29) na conferência da imprensa suas posições quanto às relações entre UE e Rússia.

Em resposta às recentes críticas sobre a violação de Direitos Humanos na Rússia, feitas pela UE, Vladimir Putin afirmou que “existe a pena de morte em certos países ocidentais, todos sabemos. Existem prisões secretas e tortura em território de países europeus, também todos sabemos”.

 "Deixemos de falar que, por um lado, temos um anjinho, (UE) e, por outro, um monstro ( Rússia) que acaba de sair da floresta e que tem patas, em vez de pés, e com chifres", acrescentou Putin .

Putin pediu à UE que não use estes argumentos na hora de resolver polêmicas como a proibição das importações da carne polonesa, o que impediu o início das negociações para a assinatura de um novo acordo entre Moscou e Bruxelas.

O Presidente russo diz ter escrito uma carta à Comissão Europeia, considerando ser um sinal de abertura sobre esta matéria.

"Estamos dispostos a abrir nosso mercado a algumas companhias polonesas que poderiam nos fornecer cabeças de gado vivas para seu processamento na Rússia. Achamos que este é um sinal suficientemente positivo", disse. Quanto às relações entre os dois países, Putin disse que estas se desenvolvem de "forma bem-sucedida" e calculou a troca comercial em quase US$ 1,5 bilhão.

O Presidente russo revelou que tinha abordado a possibilidade de criar em território português um centro de manutenção e venda de equipamentos de aviação.

O Primeiro-ministro português tentou harmonizar tensão das palavras de Putin e afirmou que a relação entre a UE e a Rússia precisa de ganhar “confiança mútua” e são precisos “sinais positivos de ambos os lados”.

"Não há nada pior que quando um país tenta dar lições a outro. É preciso fugir disso. Devemos falar de maneira honesta e franca uns com outros e não dar lições de moral", afirmou .

“Este é o momento para construir na Europa uma paz e segurança, que inclua naturalmente a Rússia e a Europa, partilhando objectivos estratégicos que estão ao nosso alcance de serem definidos e atingidos”, salientou. Sócrates, que se reuniu na segunda-feira com o primeiro-ministro russo, Mikhail Fradkov, ofereceu Portugal como plataforma para a venda de gás russo na Europa, África e América Latina.

Depois de um encontro de quase três horas no Kremlin, há optimismo da parte de José Sócrates, que assume dentro de um mês a Presidência da União Europeia.

 Com Agências 


Loading. Please wait...

Fotos popular