Pravda.ru

CPLP » Portugal

Caso Madeleine: PJ investiga sócios de Murat

21.05.2007
 
Caso Madeleine: PJ investiga sócios de Murat

A Polícia Judiciária portuguesa investiga Genaro Gonzalez, outro possível suspeito ligado ao desaparecimento de Madeleine McCann, que será o terceiro sócio da empresa de imobiliária Romigen, da qual Robert Murat é proprietário. A segunda sócia, a alemã Michaela Walczuch, já foi interogada pela polícia, de acordo com Correio da Manhã.

Ao dividir o nome da empresa, a PJ atribui a sílaba “Ro” a Robert Murat, a sílaba “Mi” a Michaela Walczuch e a sílaba “Gen” ao Genaro Gonzalez. O último é o empresário, com cerca de 50 anos, “fala fluentemente italiano”.

 Genaro Gonzalez falou ontem ao CM desde Huelva, Espanha, e disse que não tinha “a certeza de pertencer a essa promotora”. Está “num grupo com muitos negócios” mas garante não conhecer Michaela e Robert.

 E os inspectores da PJ insistem na relação deste trio de sócios com Sergey Malinka, o russo que terá desenhado a página na internet da empresa imobiliária. O MNE da Rússia questionado hoje (21) pela Pravda a respeito de possíveis esclarecimentos sobre Malinka, negou-se a disponibilizar qualquer informação.

Entretanto, as autoridades policiais deixaram de vigiar a casa do o único arguido do processo, de onde Murat terá saído nos últimos dias.

Por seu lado, o pai de Madeleine encontra-se esta segunda-feira em Inglaterra para se reunir com os organizadores da campanha que está a angariar avultados fundos para a causa, mas deverá regressar ao Algarve terça-feira.


Loading. Please wait...

Fotos popular