Pravda.ru

CPLP » Portugal

Circus "Portucale"

18.05.2019
 
Circus

Circus "Portucale"

 

Um circo é comumente uma companhia em colectivo que reúne artistas de diferentes especialidades, malabaristas, palhaços, acrobatas, contorcionistas, equilibristas, ilusionistas, e muitas outras habilidades.

O circo como se conhece hoje, só começou a tomar forma durante o Império Romano. O primeiro a se tornar famoso foi o Circus Maximus, que teria sido inaugurado no século VI a.C., com capacidade para 150 mil pessoas. Começou o mesmo, com as corridas de Bigas (antigo carro romano puxado por dois cavalos). Com o tempo foram sendo introduzidas outras atracções, as lutas de gladiadores, apresentação de animais selvagens, pessoas com habilidades fora do comum, entre execuções públicas. Conta a história que os gladiadores lutavam na arena e que o Coliseu, era o lugar onde os cristãos eram lançados aos leões, perante o júbilo a festança.  Os espectáculos de luta no Coliseu eram gratuitos. As dezenas de milhares de espectadores dividiam-se nas arquibancadas em cinco diferentes sectores sociais. Enquanto os senadores de Roma sentavam-se bem próximos da arena, as pessoas de baixa renda, a plebe, a populaça. Em camarote de primeiríssima, o imperador ouvia dos gladiadores perfilados ante ele, uma saudação que se tornaria famosa: "Salve, César! Aqueles que vão morrer te saúdam" (também ontem como hoje). Nos tempos de crise, e descontentamento do povo, para além dos espectáculos referidos, aplicavam a "política do Pão e circo" (panem et circenses, no original) que consistia na distribuição de cereais, que permitiam a plebe não morrer de fome e tampouco de aborrecimento. A vantagem de tal prática era que, ao mesmo tempo em que a população ficava contente e apaziguada e, a popularidade do imperador entre os mais humildes ficava consolidada.

Este, o aperitivo para nosso o artigo de hoje.

O Circo "Portucale" acaba de dar um dos seus grandes espectáculos que durou 10 dias, anunciado no dia 3 do corrente mês, com a declaração de António Costa o primeiro ministro de Portugal, de um possível pedido de demissão, perante um "quid pro quo" existente na votação da lei que prometia devolver o tempo integral do serviço dos professores. Ai! "Caiu o Carmo e a Trindade" que grande surpresa que grande confusão.

Saem em desfile os artistas circenses. As "trupes" que são seis e compõem o grande círculo onde se debatem os melhores na arte da política e, "do bem cavalgar a toda a sela" especialidade equestre num espectáculo de circo. Surge a confusão generalizada em que todos tentam chamar a atenção do público anónimo. Dizem e desdizem o então combinado, dão cambalhotas, uns à frente outros atrás.  Em uma das trupes até surge diferendo entre o "patrão" e o "gerente da banca". No público interessado no espectáculo, dividem-se as opiniões. Daquele que tal "imperador" sentado na primeira tenda "circense", e tão habituado a comentar a situação do Circus "Portucale", silêncio absoluto.

Tal situação surge num momento em que o "Circus Portucale" entra na corrida à sua representação no hemiciclo europeu. Barraca das barracas no dizer do povo, na propaganda de rua para chamar o apoio do seu público, os assuntos misturam-se dando-se ênfase a uma pré-campanha para a formação do próximo hemiciclo nacional.

Dia 10 do corrente, "rejubilai-vos", povo, rejubilai-vos. Os responsáveis máximos da "Trupe Rosa" anunciaram, que a "montanha tinha parido um rato" só que ainda não sabiam como o registar na conservatória pois, a sua paternidade está duvidosa. Uma coisa tem a certeza o recém-nascido é um "resultado clarificador" e uma "vitória da responsabilidade". Será?

                                                                  "Todas as palavras são mentirosas até que

                                                                     as atitudes provem o contrário"

                                                                                                  (desconhecido)

José Ventura

 

2019-05-15

Ribeira Seca da Ribeira Grande

 

O autor rejeita por opção o acordo ortográfico

 


Loading. Please wait...

Fotos popular