Pravda.ru

CPLP » Portugal

Petrobras vai procurar petróleo na costa de Portugal

14.08.2006
 
Petrobras vai procurar petróleo na costa de Portugal

Os quatro dias de visita oficial do priméiro –ministro portugês José Sócrates ao Brasíl foram terminados na sexta –feira com um acordo assinado entre Petrobras, Galp Energia e a Partex, sociedade da Fundação Gulbenkian.

Um consórcio formado, liderado pela Petrobras, começa em setembro a procurar petróleo na costa de Portugal. O documento foi assinado pelo presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, pelo presidente-executivo da Galp Energia, Marques Gonçalves, e pelo presidente da Partex no Brasil, Álvaro Ribeiro.

A Petrobras controla 50% do consórcio entre as três empresas. A outra metade é controlada pela Galp Energia, que detém uma participação de 30%, e pela Partex, que conta com 20%.

O consórcio vai explorar várias áreas situadas a 60 quilômetros da costa, entre Sintra (região de Lisboa) e Aveiro (região central), em águas que vão até 3 mil metros de profundidade.
"Esperamos resultados positivos e que o sucesso do Brasil se repita em Portugal", afirmou o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, durante a cerimônia.

Segundo o acordo, a prospecção vai representar um investimento de 5 milhões de euros (R$ 13,7 milhões), montante que será repartido entre as empresas Petrobrás (50%), Galp (30%) e Partex (20%).

"O consórcio estará num futuro não muito longínquo produzindo petróleo", disse o presidente da comissão executiva da Galp, José Marques Gonçalves.
Menos otimista mostrou-se, contudo, o presidente da Partex Brasil, Álvaro Ribeiro, que admitiu ter um "otimismo moderado" nos resultados que o consórcio vai obter na prospecção na bacia de Peniche.

"Boa sorte", desejou, por seu lado, o primeiro-ministro, José Sócrates, que assistiu à cerimônia depois de ter cumprido uma apertada agenda, com alguns atrasos e alterações de planos à última da hora.


EFE



Loading. Please wait...

Fotos popular