Pravda.ru

CPLP » Portugal

2º Encontro de Representantes dos Bombeiros de Língua Portuguesa

12.10.2007
 
2º Encontro de Representantes dos Bombeiros de Língua Portuguesa

O Secretário Executivo da CPLP, embaixador Luís Fonseca, participou no 2º Encontro de Representantes dos Bombeiros de Língua Portuguesa, realizado no dia 11 de Outubro de 2007, em Lisboa.

No encontro, entre diversas personalidades, estiveram presentes o Secretário de Estado da Protecção Civil de Portugal, Ascenso Simões, o presidente do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses, Duarte Caldeira, e o coordenador do Serviço Nacional de Protecção Civil de Angola, Eugénio Laborinho.

Nesta reunião foi acordada a criação da União dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa (UBPLP), que terá uma presidência rotativa de cada Estado-membro da CPLP, a cada dois anos.

A União dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa "está sendo constituída no mesmo espírito que inspirou a criação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. A iniciativa a que os bombeiros dos nossos países deram corpo constitui mais um sinal da disponibilidade sempre patenteada e traduzida em actos concretos pelas suas corporações de se dedicarem aos outros como princípio vector da sua actividade", refere o Embaixador Luís Fonseca.

A CPLP só pode "sentir-se enriquecida com o surgimento desta nova organização que vem alargar e reforçar a rede de instituições que tem vindo a constituir-se com base nos laços humanos e de solidariedade entre os cidadãos dos países de Língua Portuguesa e que resultam numa contribuição inestimável para a concretização dos objectivos estabelecidos pelos fundadores da CPLP", sublinha o Secretário Executivo da CPLP.

Esta instituição tem como objectivo a promoção da cooperação científica, pedagógica, técnica, cultural, jurídica e social entre os bombeiros dos Estados-membros da CPLP. Pretende ainda facilitar a cooperação aos níveis da prevenção e luta contra incêndios, de salvamento de vidas humanas e do socorro a prestar em casos de sinistros ou catástrofes naturais.

Discurso do Secretário Executivo

Pela enorme satisfação que me dá participar nesta cerimónia, começo por agradecer o honroso convite que me foi endereçado pelo Exmo. Senhor Dr. Duarte Caldeira, ilustre Presidente do Conselho Executivo da Liga dos Bombeiros Portugueses para integrar a mesa de encerramento do 2º. Encontro de Representantes dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa. Ao felicitá-lo pela iniciativa da Liga em acolher esta importante reunião, quero, igualmente, saudar a presença dos dirigentes das corporações dos bombeiros dos países de língua portuguesa aqui presentes e estimulá-los a levar adiante com entusiasmo, os propósitos que constam da carta constitutiva da União que acabam de constituir.

A União dos Bombeiros dos Países de Língua Portuguesa está sendo constituída no mesmo espírito que inspirou a criação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. A iniciativa a que os bombeiros dos nossos países deram corpo constitui mais um sinal da disponibilidade sempre patenteada e traduzida em actos concretos pelas suas corporações de se dedicarem aos outros como princípio vector da sua actividade.

Portanto é com grande alegria que saúdo esta nova organização comunitária da CPLP e lhe desejo os maiores sucessos no cumprimento dos objectivos para que acaba de ser criada.

A CPLP só pode sentir-se enriquecida com o surgimento desta nova organização que vem alargar e reforçar a rede de instituições que tem vindo a constituir-se com base nos laços humanos e de solidariedade entre os cidadãos dos países de Língua Portuguesa e que resultam numa contribuição inestimável para a concretização dos objectivos estabelecidos pelos fundadores da CPLP.

A vossa União vai certamente ter que enfrentar complexos desafios que a solidariedade, a generosidade por um lado, e a experiência das corporações com uma longa experiência, por outro, certamente concorrerão para ajudar a responder.

Os bombeiros portugueses contam com seis séculos de experiência que passam a constituir património comum das instituições congéneres mais recentes dos restantes países de língua portuguesa. Esperamos, e procuraremos contribuir nesse sentido, que não falte o indispensável apoio dos Estados membros e das suas sociedades civis, apoio esse amplamente justificado pelas elevadas responsabilidades que cabem aos bombeiros na protecção de vidas e bens.

O Secretariado Executivo da CPLP prestará o concurso, naquilo que lhe for solicitado para que a União concretize os seus elevados objectivos.

A União merece ser acarinhada e apoiada. Ela é constituída por instituições cujo papel na prevenção e combate a sinistros, assim como na assistência às populações, não só em casos de incêndio mas praticamente em todas as circunstâncias em que há vidas em risco, é cada vez mais reconhecido. Assim sendo colocamo-nos à disposição dos seus dirigentes para estudarmos possíveis formas de cooperação e colaboração em benefício das populações dos nossos países.

Do nosso lado, dados os objectivos da vossa organização, estaremos preparados para num futuro próximo, trabalhar no sentido da atribuição do estatuto de observador consultivo junto da CPLP, se for esse o vosso interesse.

Parabéns, pois, Bombeiros de Língua Portuguesa. Que os nobres princípios que norteiam a vossa acção quotidiana possam trazer, através da vossa União, uma contribuição significativa ao desenvolvimento do espírito de solidariedade e entreajuda que a CPLP se esforça promover entre os cidadãos deste vasto espaço que constituem os nossos oito países e cerca de 250 milhões de pessoas.

Obrigado.


Loading. Please wait...

Fotos popular