Pravda.ru

CPLP » Portugal

Pedofilia em Portugal

12.07.2006
 
Pedofilia em Portugal

De acordo com o relatório dos Serviços de Informação e Segurança (SIS), referente ao ano 2000, existem «quatro zonas negras» de pedofilia em Portugal: Madeira, Açores, Lisboa e Porto. O documento identificou também três redes internacionais a actuarem no país.

O relatório «associa homossexualidade a abuso sexual de menores». O SIS, no seu relatório, concluiu que Portugal era um dos destinos mais procurados por pedófilos da Europa, embora não se encontrasse na principal rota de pedofilia.

O maior número de pontos sensíveis foi apontado em Lisboa, entre os quais o Parque Eduardo VII onde, segundo o SIS, «foi detectada diariamente e à noite a presença de pedófilos de nível social elevado». Segundo a investigação, Lisboa era frequentada por pedófilos e homossexuais adultos que procuravam rapazes dos dez aos 14 anos para relações sexuais, mas também para filmes e sessões de fotografias pornográficas.

Ainda na área de Lisboa foi identificada como zona privilegiada dos homossexuais e pedófilos a Baixa, principalmente nas épocas festivas de Natal e da Páscoa, e ainda a Costa de Caparica, na margem sul do Tejo. No Porto constatou-se que os abusos sexuais eram mais frequentes no seio da família, comunicou Portugal Diário.

Os pedófilos são identificados como homens de condição social elevada, que pagam pelos serviços que procuram e são frequentemente estrangeiros.

O Diário de Notícias destaca que o relatório do SIS menciona várias obras literárias como por exemplo «Morte em Veneza», de Thomas Mann (que descreve a fixação estética de um maestro de meia-idade por um adolescente). As obras são citadas no relatório do SIS como fazendo parte de «uma cultura pedófila». Segundo o Diário de Notícias, dois livros do escritor português Possidónio Cachapa - «Materna Doçura» e «Viagem ao Coração dos Pássaros» -, estão entre as obras citadas SIS.


Loading. Please wait...

Fotos popular