Pravda.ru

CPLP » Portugal

Instituto da Democracia Portuguesa

07.01.2008
 
Instituto da Democracia Portuguesa

O IDP nasceu em Agosto de 2007 da vontade de um grupo de portugueses firmes na convicção de que existe uma ligação entre aprofundamento da Democracia e desenvolvimento do território, na medida em que por este caminho também se afirma a Independência de Portugal.


Eleita a Direcção em 29 de Outubro, estes dois meses foram de esforço de alargar raízes e relacionamentos e de conjugar esforços com organizações com fins convergentes e de criar mecanismos internos e externos de comunicação, nomeadamente o www.democraciaportuguesa.org

Ultrapassámos já largamente a centena de associados, preparamo-nos para celebrar protocolos de cooperação com várias entidades de prestígio e temos a grande satisfação de registar o excepcionalmente alto nível do nosso conjunto de associados.

Tudo isto foi possibilitado porque além do empenho dos membros da Direcção, contámos com a ajuda e dedicação dos Presidentes dos demais Órgãos Sociais e de associados. Um bem haja a todos.


Foi nossa primeira prioridade a organização de dois grupos de reflexão sobre o território, como já havia sido prometido: o primeiro, sobre a Área Metropolitana de Lisboa, realizou em encontro no Alto da Barra em Oeiras; e o segundo, para Área Metropolitana do Porto, teve encontro no castelo da Foz.

Outras iniciativas foram lançadas.


Serve-nos este momento para vos comunicar que a partir de hoje o momento é de concretizar os empreendimentos planeados desde o início.


Como sabemos, o IDP tem como objectivos principais a promoção da independência de Portugal e da sua articulação com o espaço regional, o ordenamento do nosso território, o desenvolvimento sustentado, o ataque à pobreza e ao desemprego, a promoção da espaço da lusofonia, a emigração de portugueses empobrecidos e a educação.

Queremos debater - os nossos associados em conjunto com a sociedade civil - que país somos, que país temos e que riqueza somos capazes de criar no mundo globalizante de forma a alcançarmos uma posição honrosa para as nossas tradições. Ao contrário do que alguns desdenhosamente referem, Portugal não é um “país de serviços” mas uma terra de gente que sabe "fazer bem".

Lisboa, 1 de Janeiro de 2008

O Presidente da Direcção

Mendo Henriques


Loading. Please wait...

Fotos popular