Pravda.ru

CPLP » Brasil

Acordo entre controladores e o governo abriu os aeroportos

31.03.2007
 
Acordo entre controladores e o governo abriu os aeroportos

Um motim de controladores de vôo paralisou os aeroportos do Brasil na sexta-feira, informa Reuters. Decolagens foram suspensas em todos os aeroportos a partir das 18h44, segundo a Infraero, gerando aglomerações de passageiros, horas depois de controladores de vôo militares iniciarem um protesto.

Até perto da meia-noite, 107 vôos haviam sido cancelados no Aeroporto de Congonhas, o mais movimentado do país, informou a Infraero.

 Os controladores  retomaram seu trabalho a partir da 0h30 desta madrugada depois de fechado um acordo entre representantes da categoria e o governo. A decisão foi tomada após reunião com o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, e a secretária da Casa Civil, Erenice Guerra. O acordo diz que o governo se compromete a rever todos os atos disciplinares militares, como transferências, afastamentos e outros envolvendo representantes de associações de controladores. Serão revistas todas as punições dos últimos seis meses, escreve Terra.

Além disso, os controladores, pelo documento, conseguiram a garantia do governo de que não serão punidos pela paralisação de hoje. Entretanto, mais cedo, a procuradora do Ministério Público Militar, Ione de Souza Cruz, disse que o Ministério Público Militar (MPM) não se guia por acordos e sim por leis, demonstrando que ainda pretendia punir os militares que cometeram insubordinações.

O governo aceitou também começar o processo de desmilitarização da categoria. Segundo o comunicado divulgado pela presidência da República, o Executivo dará início aos "trabalhos de implantação gradual de uma solução civil" já a partir da próxima terça-feira, quando haverá uma reunião com os controladores.

Paulo Bernardo aceitou ainda negociar uma gratificação com os controladores civis e militares. O governo, porém, não informou valores.

Dos EUA
O ministro da Comunicação Social, Franklin Martins, anunciou que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ligou assim que chegou a Washington, nos Estados Unidos, para o presidente em exercício José Alencar, para o ministro da Defesa, Waldir Pires, e para Paulo Bernardo exigindo o restabelecimento da normalidade nos aeroportos brasileiros.

Ele disse ainda que não poderia dizer se a abertura da CPI do Apagão Aéreo tinha feito parte da negociação com os controladores. Mais cedo, o advogado dos controladores envolvidos no acidente do Boeing da Gol e o jato Legacy em setembro do ano passado, Normando Cavalcanti, havia dito que eles tinham imposto mais essa condição. Porém, isso não estava na minuta de negociação apresentada pelo governo.


Loading. Please wait...

Fotos popular