Pravda.ru

CPLP » Brasil

Na Bahia, Dilma defende Estado Palestino

31.01.2012
 

Na Bahia, Dilma defende Estado Palestino. 16356.jpegO governo brasileiro tem a convicção de que "a criação de um estado palestino democrático e não segregador" é condição imprescindível para que haja paz no Oriente Médio, afirmou hoje a presidente da República, Dilma Rousseff, em discurso na cerimônia do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

A presidente destacou que o Brasil foi o primeiro país a apoiar a criação do estado israelense. Dilma reconheceu que há necessidade de proteção das populações civis locais, mas que isso não pode ser feito num clima de intolerância. "Nações dignas desse nome só se construíram com liberdade, democracia e igualdade."

Em seu discurso, Dilma classificou o holocausto como um dos episódios mais violentos, trágicos e horripilantes da história da humanidade e elogiou a Confederação Israelita do Brasil (Conib) por ter escolhido Salvador, na Bahia, como palco do evento, devido à história de lutas da cidade, símbolo de comunidade "que rejeita a discriminação".


Segundo a presidente, a teoria de que parte da humanidade era melhor que a outra, defendida pelos nazistas, era a mesma que o Brasil enfrentou na época da escravatura. "Esse é o princípio de todas as guerras de genocídio". O Brasil, destacou a presidente, é fiador e signatário de todos os tratados internacionais sobre racismo e discriminação.


Apesar de declarar o orgulho de o Brasil ser uma sociedade com "padrões de convivência harmoniosa", Dilma disse que não estava na cerimônia para fazer elogios ao País como exemplo de convivência, porque "somos uma sociedade imperfeita", que trilha o caminho da democracia, mas que ainda discrimina o diferente.

Fonte: Blog Política Livre
http://www.patrialatina.com.br/editorias.php?idprog=76444b3132fda0e2aca778051d776f1c&cod=9345


Loading. Please wait...

Fotos popular