Pravda.ru

CPLP » Brasil

Getúlio e Lula

29.09.2018
 
Getúlio e Lula. 29606.jpeg

Getúlio e Lula

Quando o gaúcho Getúlio Vargas, nascido em São Borja,em 1882, se matou com um tiro no peito em 1954, no Rio de Janeiro, o pernambucano Lula, nascido em Caetés, em 1945, ainda não era conhecido por este apelido, tinha nove anos e se chamava apenas Luís Inácio da Silva.

Além de terem sido os presidentes do Brasil mais populares da história, os dois têm em comum uma habilidade política que nenhum outro político brasileiro mostrou até hoje e um repertório de frases incomuns.

Getúlio, segundo ele mesmo dizia, era capaz de transformar um inimigo político de hoje num futuro correligionário amanhã e disso deu provas várias vezes em seu mandato.

"Não tenho inimigo de quem não possa me aproximar nem amigo de quem não possa me distanciar."

Lula não deixa por menos

"A paz está comigo desde que eu estava no útero da minha mãe. Eu não me lembro de ter entrado em uma briga",

Homem da fronteira, criado nas lides do campo, Getúlio foi buscar no seu passado a melhor imagem para definir a paciência qual se deve tratar as questões políticas:

"Política é esperar o cavalo passar"

Lula, ao contrário, chegou à política através do movimento sindical e quando na  Presidência, tinha pressa em resolver os problemas do País.

"Não importa onde você está, e sim aonde quer chegar".

Getúlio sempre se sentiu como merecedor do cargo que ocupava

"Acabaram os intermediários entre o governo e o povo"

Lula, que também adorava as honrarias, as vezes fazia o papel de modesto.

"Eu estou presidente. Mas sou mesmo é dirigente sindical."

Getúlio se tornou Presidente em 1930 à frente de um movimento militar que representava as aspirações nacionalistas da oficialidade jovem do exército, contra o domínio dos conservadores paulistas e mineiros, mas logo conseguiu convencer seus antigos adversários, chamados pejorativamente de "os carcomidos", que era a pessoa mais indicada para dar ao País uma estabilidade política que iria garantir a continuidade de seus grandes negócios.

Lula chegou à Presidência em 2002 pela via eleitoral, depois de três derrotas sucessivas, para Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso (duas vezes), vencendo no segundo turno a José Serra.

Para isso precisou se unir ao empresário José Alencar e seus evangélicos e justificou assim essa aliança:

Nós somos como Romeu e Julieta"

Getúlio agradou e desagradou sucessivamente aliados e adversários, jogando com as vaidades e o apetite de poder de cada um deles, para se manter no comando do País durante 15 anos. Flertou com o fascismo italiano e até mesmo com o nazismo alemão, mas acabou levando o Brasil a uma aliança com os Estados Unidos para combater as potências do Eixo.

Mas nada era feito sem uma contrapartida. Para o apoio aos americanos, cobrou investimentos que permitiram a construção de Volta Redonda.

Usava o poder da Presidência para conquistar as metas que se propunha, mas nunca se soube de que tirasse proveito pessoal do seu cargo, embora o mesmo não se possa dizer de outros componentes do seu governo e os amigos a quem protegia.

"Aos amigos tudo. Aos indiferentes, a lei. Aos inimigos, os rigores da lei"

Lula, apesar da ameaça dos empresários de haver uma debandada em massa dos capitais do País se ele ganhasse as eleições, fez um governo que promoveu um grande desenvolvimento econômico do País e no final se reelegeu facilmente, agora com o apoio de empresários e trabalhadores.

Para apaziguar as elites econômicas que ameaçavam deixar o País, Lula divulgou em 2002 a famosa Carta aos Brasileiros, onde procurava afastar sua candidatura da imagem de radicalismo.

"O novo modelo não poderá ser produto de decisões unilaterais do governo, tal como ocorre hoje, nem será implementado por decreto, de modo voluntarista. Será fruto de uma ampla negociação nacional, que deve conduzir a uma autêntica aliança pelo país, a um novo contrato social, capaz de assegurar o crescimento com estabilidade."

Quando tomou posse, disse qual era a sua principal meta de governo:

"Se no final de meu mandato cada brasileiro puder comer três vezes ao dia, terei cumprido a missão de minha vida."

No seu segundo mandato continuou na sua política desenvolvimentista, gerando empregos para os trabalhadores e grandes negócios para os empresários.

Quando foi acusado de fazer alianças espúrias com políticos pouco sérios se socorreu da religião para explicar suas posições.

"Nunca fiz concessão política. Faço acordos. Se Jesus viesse para cá, e Judas tivesse a votação num partido qualquer, Jesus teria que chamar Judas para fazer coalizão." 

Quando mais uma crise cíclica do capitalismo ameaçou as economias do mundo inteiro, fez uma frase pela qual é cobrado até hoje.

"Lá, a crise é um tsunami. Aqui, se chegar, vai ser uma marolinha, que não dá nem para esquiar".

Embora fosse uma unanimidade junto ao povo brasileiro, as elites nunca confiaram muito em Getúlio, nem ele, nelas.

Eu sempre desconfiei muito daqueles que nunca me pediram nada. Geralmente os que sentam à mesa sem apetite são os que mais comem.

  Eleito em 2002, Lula foi reeleito em 2006 e elegeu Dilma Roussef em 2010..

Sua liderança política era tão inconteste, que como Vargas havia feito em 1945 promovendo a eleição de um quase desconhecido general - Eurico Gaspar Dutra - bancou a candidatura de uma figura também quase desconhecida da política - Dilma Rousseff - para a sua sucessão.

"Em 2010, o governo federal estava com uma aprovação tão extraordinária, que eu elegeria qualquer pessoa que eu indicasse nesse país".

Getúlio, como Lula, seria mais tarde, era um político que adorava o poder e a para justificar seu apego ao poder usava uma metáfora rural

"Quem não aguenta o trote, não monta o burro".

Lula dizia ter outras razões para se sentir um homem realizado como Presidente.

"Tem gente que não gosta do meu otimismo, mas eu sou corintiano, católico, brasileiro e ainda sou presidente do país. Como eu poderia não ser otimista?

Getúlio Foi derrubado em 1945 pelos mesmos generais que promovera durante seus quinze anos de governo, mas voltou cinco anos depois, quando numa manobra política de mestre, conseguiu o apoio dos dois partidos que criara, o PTB, representando os trabalhadores, e o PSD, dos conservadores mineiros e os coronéis nordestinos, isolando seus adversários abrigados na UDN.

"As vezes vencer é saber esperar"

Getúlio, no seu primeiro governo (1930/1945) foi um cético, capaz de fazer ironias com tudo.

"A constituição é como as virgens. Foi feita para ser violada"

Lula não votou a Constituição de 1988 e só foi explicar o porquê vinte e cinco anos depois

"Votamos contra porque queríamos algo mais radical, que não foi possível. Assumimos o texto final porque o PT sempre teve responsabilidade com o País". 

Numa coisa parece que foram muito diferentes. Getúlio sempre foi um homem desconfiado.

No Ministério tem gente capaz, o problema é que a maioria é capaz de qualquer coisa.

Lula, pelo contrário, confiava nas pessoas e não esperava pelas traições que viriam depois

Eu e Palocci somos unha e carne. Tenho total confiança nele. Mexer no Palocci é a mesma coisa que pedir para o Barcelona tirar o Ronaldinho

Em 1954, Getúlio se suicidou no Palácio do Catete, deixando uma mensagem de luta para o povo brasileiro.

"Deixo à sanha dos meus inimigos, o legado da minha morte. Serenamente dou o primeiro passo no caminho da eternidade e saio da vida para entrar na história."

 Este ano, quando já estava condenado à prisão, Lula afirmou: 

Eles não vão prender meus pensamentos, não vão prender meus sonhos. Se não me deixarem andar, vou andar pelas pernas de vocês. Se não me deixarem falar, falarei pela boca de vocês. Se meu coração deixar de bater, ele baterá no coração de vocês. Não adianta achar que eu vou parar quando eu for preso, porque eu não sou mais um ser humano, eu sou uma ideia.

Como Getúlio Vargas, que voltou do ostracismo da Fazenda de Itu para o Palácio do Catete, nada impede que Lula possa, mais adiante, sair da prisão em Curitiba, para o Palácio do Planalto.

Marino Boeira é jornalista, formado em História pela UFRGS

 


Loading. Please wait...

Fotos popular