Pravda.ru

CPLP » Brasil

Deus é brasileiro, votou em Dilma e não se arrependeu

29.07.2015
 
Deus é brasileiro, votou em Dilma e não se arrependeu. 22636.jpeg

"Maioria dos brasileiros acredita que Brasil estaria pior se Aécio tivesse vencido a eleição, diz pesquisa" Pesquisa sobre popularidade da presidente, divulgada em 21/7, escondeu alguns dados muito interessantes nos grandes meios de comunicação: maioria dos brasileiros acha que Brasil estaria em situação pior nas mãos de Aécio

Os jornais publicam uma pesquisa de opinião CNT/MDA mostrando baixa popularidade do governo,Dilma (7,7% de avaliação positiva e 70,9 negativa), mas só contaram metade da história.Todo mundo está mal avaliado na pesquisa.

Por Fernando Soares Campos

Para se ter uma ideia, a maioria dos que responderam (47,4% x 44,8%) acham que Aécio Neves faria um governo pior ou igual ao de Dilma, se o tucano tivesse vencido a eleição.

Confira o artigo original no Portal Metrópole: 

http://www.portalmetropole.com/2015/07/maioria-dos-brasileiros-acreditam-que.html#ixzz3gjeeupLa

Aécio mjanteria todos os programas sociais?

No final do ano passado li esse comentário de um amigo meu:

"José Soares 5 de novembro de 2014 

Josias, no seu blog na Folha de São Paulo, desta data, faz um breve comentário a respeito do pronunciamento do candidato derrotado, Aécio Neves, na tribuna do senado. Da acordo com o blogueiro, o senador cuspiu fogo pesado sobre como será sua oposição a Dilma durante o próximo mandato. Coisa de derrotado com a mente perturbada. Durante esse tempo, exercendo a função de senador, apresentou 20 projetos e nenhum foi aprovado, visto o superfaturamento acima do valor inicial.

Também sugeriu a suspensão durante cinco meses do Bolsa família, programa que defendeu demais como candidato.

Ora, quem vai dar crendice a ele. Precisamos mesmo é de políticos que mostrem o que podem fazer por nós e não elementos enraivados pela derrota, pensando unicamente em prejudicar aqueles que querem o engrandecimento do país.
É só.... Boa noite!"

Tudo isso aí bate com as minhas teorias e opiniões durante e muito antes da campanha eleitoral de 2014.

Só acredita em Aécio quem não conhece a peça...

Não adianta Aécio negar, se ele fosse eleito, o Bolsa Família acabaria sim, não por decreto, mas simplesmente por falta de verba para pagar o benefício, acabaria no sentido de que seria reduzido ao mínimo de beneficiados, mesmo assim o benefício seria simbólico, visto que a inflação iria disparar, e qualquer 300 reais que um beneficiado recebesse não daria pra comprar quase nada, o real viraria papel podre. Papel podre, como já estava destinado a se tornar no final do governo FHC, e o FMI exigia que se começasse a elaborar um novo plano econômico. Foi aí que a população elegeu o primeiro governo do povo, e este salvou o plano. Senão, a essa altura do campeonato, ninguém nem mesmo se lembraria que esse plano teria existido. Seria mais um no rol dos planos que não deram certo.

Se Aécio tivesse vencido as eleições, estaria hoje o tempo todo se lamentando, dizendo que havia recebido uma "herança maldita". Eles já vinham preparando o espírito da população há muito tempo.

Pregam terror contra Dilma

A GLOBO NEWS está no ar 24 horas, nunca desliga, os plantonistas do golpe pregavam e continuam pregando o terror contra Dilma. Eles preparavam o espírito da população para, caso Aécio vencesse a eleição, toda desgraça que acontecesse a partir daí seria debitada na conta de Dilma, Lula e administrações petistas em geral. Se perpetrarem o golpe do impeachment contra Dilma, vai acontecer exatamente isso, ou seja, tudo de ruim que estiver acontecendo (e não seria pouca coisa) a mídia se encarregara de dizer que tudo teria sido culpa de Dilma.

Todos os dias eles falavam que 2015 seria um péssimo ano para a economia do nosso país, tudo por culpa da "falta de planejamento e irresponsabilidade" da nossa presidenta. Afirmaram muitas vezes que qualquer que fosse o candidato eleito, Dilma ou Aécio, a recessão profunda seria inevitável. Isso era dito com o propósito de criar a imagem de um "salvador da pátria meia-boca", "meia-bomba". O sujeito se preparava para anunciar ao Brasil que recebeu uma "herança maldita", e todas as noites pediria desculpas ao povo; ou, pior, desculparia o povo por ter mantido os governos Lula e Dilma por "12 séculos"! Nos bastidores ririam muito dos ingênuos.

Mas Dilma jamais faria a covardia que os tucanos fizeram ao entregar o governo: rasparam tudo, não deixaram nada, muito pelo contrário, deixaram um país arrasado, dependente das ordens do FMI, Bird e Wall Street, e sob o cabresto de Washington. Lula falou que não adiantaria chorar o passado, que deveríamos reconstruir tudo. Alguém aí se lembra de que Lula falou nesses termos? Nos primeiros meses do governo Lula, eu mesmo, petista simpatizante desde a fundação do partido, me posicionei contra Lula, queria uma auditoria nas contas, queria uma devassa nas contas do desgoverno FHC, queria os corruptos da privataria na cadeia. Xinguei Lula, eu e alguns amigos meus, até que entendi que, sem aliados, sem apoio do Congresso, não dá pra governar. Para não ser golpeado logo de cara, Lula teve que engolir sapos, pelo bem de todos, e aí estamos tocando o barco... Retrocesso, Jamais!

 


Loading. Please wait...

Fotos popular