Pravda.ru

CPLP » Brasil

Grupo Arco-Íris recebe representante da ONU

27.03.2009
 
Grupo Arco-Íris recebe representante da ONU

Neste sábado (dia 28 de março), representantes do Grupo Arco-Íris de Cidadania LGBT tem uma reunião com o Secretário Adjunto da Organização das Nações Unidas e Diretor Executivo da ONUSIDA – Programa da ONU para a Aids, Michel Sidibé, e com o Diretor da ONUSIDA/Brasil, Pedro Chequer. O objetivo do encontro, que contará com a presença de outras organizações LGBT do Rio de Janeiro, é fazer um breve panorama dos obstáculos e desafios no enfrentamento do HIV e Aids entre a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais) no país. O evento também servirá para o compartilhamento de informações sobre as políticas da ONUSIDA para o combate da epidemia no Brasil e no mundo.

Os projetos do Grupo Arco-Íris, “Entre Garotos” e “Laços & Acasos”, serão apresentados como políticas da ONG para o enfrentamento da doença no município do Rio e para a formação de ativistas e multiplicadores de “práticas sexuais mais seguras”. O primeiro se desenvolve a partir de oficinas e atividades lúdicas que visam construir um conceito de qualidade de vida e frear a infecção pelo HIV entre jovens gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH), na faixa de 15 a 24 anos.

Já o segundo abre espaço para a promoção da qualidade de vida, auto-estima e cidadania de mulheres lésbicas e bissexuais. Além disso, o projeto busca atender a demanda de informações mais detalhadas e esclarecimentos sobre práticas sexuais, medidas preventivas, formas de transmissão de DST/HIV/AIDS, além de acesso e freqüência adequada a serviços de saúde. Ambos os projetos são financiados pela fundação holandesa Schoerer.

“O Grupo Arco-Íris sente-se honrado em receber em sua sede esse encontro. É importante que contextualizemos a situação e dialoguemos sobre os desafios na implementação e execução de ações de combate ao HIV e a Aids na população LGBT. Nós vivenciamos uma grave situação de preconceito, estigma e discriminação em diversas esferas da sociedade. Muitos países perseguem os LGBT. Fatores estes que contribuem para uma maior vulnerabilidade desta população para a infecção pelo HIV e as conseqüências da Aids.”, afirma a presidente do Grupo Arco-Íris, Gilza Rodrigues.

O ativista gay e articulador do encontro Cláudio Nascimento, que também é membro do Conselho Nacional de Combate a Discriminação da Presidência da República, enfatiza o ineditismo do encontro e sua importância no combate da doença no Brasil. “Esse encontro é muito importante. É a primeira vez que uma alta-autoridade da ONU vai a um Grupo LGBT brasileiro, reconhecendo assim o papel do movimento LGBT como ator importante no enfrentamento do HIV-Aids. Temos trabalhado para que políticas públicas de saúde sejam permanentes, que combinem estas respostas a promoção dos direitos humanos e ao enfrentamento da homofobia no Brasil e no mundo. Os governos devem canalizar recursos mais consistentes para esta área e se comprometer com a execução dessas políticas. Vamos pedir a Sr. Sidibé que lidere uma estratégia internacional de monitoramento dos países e cobertura dessas ações de saúde pública mais efetivas junto a LGBT.”

www.consciencia.net


Loading. Please wait...

Fotos popular