Pravda.ru

CPLP » Brasil

Brasil: Nelson Jobim é novo ministro da Defesa

25.07.2007
 
Brasil: Nelson Jobim é novo ministro da Defesa

O Nelson Jobim, novo ministro da Defesa, tomará posse na tarde de hoje, às 16 horas, no Palácio do Planalto. A informação foi confirmada pelo porta-voz da Presidência da República, Marcelo Baumbach. De acordo com o porta-voz, Lula agradeceu o trabalho que Pires desenvolveu no comando do ministério, mas destacou que precisava de um novo nome para enfrentar a crise do setor aéreo.

“O presidente agradeceu ao ministro Pires pela altivez com que assumiu e conduziu o Ministério da Defesa. No entanto, o presidente ponderou ao ministro que nesse momento era necessário um no perfil para conduzir o ministério e particularmente a crise do setor aéreo”, disse o porta-voz. Pires estava na pasta desde março de 2006. Ele foi o terceiro ministro da pasta no governo Lula. Nelson Jobim entra como o quarto nome à frente do ministério.

Baumbach afirmou ainda que o presidente Lula foi quem pediu o cargo a Pires. Inicialmente, a assessoria de comunicação da Presidência informou que o cargo foi colocado à disposição pelo ministro. Pouco depois, a assessoria de comunicação do Palácio do Planalto corrigiu a versão oficial e informou que Waldir Pires foi demitido.

Ainda conforme o porta-voz, Lula agradeceu o trabalho de Pires na Controladoria-Geral da União (CGU), durante três anos, antes de assumir a Defesa. “Mudando o perfil daquele órgão [CGU] para torná-lo efetivamente fiscalizador da devida aplicação dos recursos repassados pelo governo federal aos estados e municípios. Este trabalho pode se considerado um marco ao combate à corrupção”.

O novo ministro da Defesa, Nelson Azevedo Jobim, nasceu em 12 de abril de 1946, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Formou-se em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, em 1968. Foi deputado federal por duas vezes consecutivas, representando o PMDB do Rio Grande do Sul. Seus mandatos foram de 1987 a 1991 e de 1991 a 1995.

Como deputado, exerceu a função de líder do PMDB na Assembléia Nacional Constituinte, em 1988, tendo sido relator substituto na elaboração do Regimento Interno da Assembléia Nacional Constituinte e relator adjunto da Comissão de Sistematização.

Assumiu a presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em junho de 2001, e presidiu o processo eleitoral de outubro de 2002. Foi eleito presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) em abril de 2003. Como presidente do STF, exerceu também o cargo de presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Aposentou-se em 2006.

Fonte Agência Brasil


Loading. Please wait...

Fotos popular