Pravda.ru

CPLP » Brasil

Análise económica: Governo Lula – Setembro de 2007

23.11.2007
 
Pages: 12

Série história de nossa balança comercial com base na média/ano foi como segue: 85/89 (superávit de US$ 13,5 bilhões = 4,57% do PIB); 90/94 (superávit de US$ 12,1 bilhões = 2,70% do PIB); 95/02 (déficit de US$ 1,1 bilhão = -0,15% do PIB). De janeiro de 2003 até setembro de 2007 (superávit de US$ 38,0 bilhões = 4,12% do PIB).

Série histórica de nossa necessidade de financiamento de balanço de pagamentos com base na média/ano foi como segue: 85/89 (US$ 13,4 bilhões = 4,56% do PIB); 90/94 (US$ 17,4 bilhões = 3,89% do PIB); 95/02 (US$ 50,9 bilhões = 7,33% do PIB). De janeiro de 2003 até setembro de 2007 (US$ 24,7 bilhões = 2,69% do PIB).

Série histórica dos investimentos externos líquidos (diretos e indiretos) com base na média/ano foi como segue: 85/89 (negativo de US$ 6,3 bilhões = -2,14% do PIB); 90/94 (positivo de US$ 7,0 bilhões = 1,57% do PIB); 95/02 (positivo de US$ 24,3 bilhões = 3,50% do PIB). De janeiro de 2003 até setembro de 2007 (positivo de US$ 16,8 bilhões = 1,83% do PIB).

O custo total de pessoal migrou de R$ 35,8 bilhões em 1994 para R$ 75,0 bilhões em 2002. Incremento nominal de 109,50% em relação ao ano de 1994. Com base nos números conhecidos em setembro de 2007 podemos projetar um custo total de R$ 128,1 bilhões. Incremento nominal de 70,80% em relação ao ano de 2002.

Com base nos números conhecidos em setembro de 2007 podemos projetar um rendimento médio/mês per capita com pessoal ativo - 1.223.447 servidores (798.941 civis e 424.506 militares) de R$ 4.860,35, enquanto a média/mês per capita nacional para os trabalhadores formais nas atividades privadas foi de R$ 1.115,00 (77,00% menor).

Com base nos números conhecidos em setembro de 2007 podemos projetar um rendimento médio/mês per capita com pessoal inativo e pensionista – 1.070.808 servidores (751.449 civis e 319.359 militares) de R$ 4.413,04, enquanto a média/mês per capita dos inativos e pensionistas das atividades privadas (INSS - 21,8 milhões de beneficiários) é de R$ 588,20 (86,67% menor).

Com base nos números conhecidos no mês de setembro de 2007, comparando com dezembro de 2002, houve aumento do efetivo da ordem 330.378 servidores: Legislativo - 4.668; Judiciário - 4.762; Executivo Militar - 160.788 recrutas; Executivo Civil - 141.859 e Ex-territórios e DF de 18.301.

Com base nos números conhecidos em setembro de 2007 podemos projetar um déficit do setor privado (INSS) de R$ 32,2 bilhões (1,27% do PIB) e déficit do setor público federal de R$ 37,2 bilhões (1,47% do PIB), totalizando no ano 2007 déficit de R$ 69,4 bilhões (2,74% do PIB).

Com base nos números conhecidos em setembro de 2007 podemos projetar uma arrecadação do sistema de previdência geral (INSS) de R$ 145,8 bilhões (sendo R$ 9,6 bilhões via CPMF), em contribuições de patrões, empregados e autônomos ativos da iniciativa privada, contingente em torno de 39,1 milhões, pagando benefícios da ordem de R$ 178,0 bilhões para um contingente em torno de 21,8 milhões de aposentados e pensionistas, com salário médio mensal de R$ 588,20 gerando déficit de R$ 32,2 bilhões (1,27% do PIB).

Com base nos números conhecidos em setembro de 2007 podemos projetar uma arrecadação do governo federal junto aos servidores de R$ 18,0 bilhões (Militares - R$ 1,5 bilhão; Parte Patronal da União dos funcionários civis Ativos e Inativos - R$ 9,7 bilhões e Parte dos Funcionários Civis Ativos e Inativos - R$ 6,8 bilhões) de um contingente de pessoal ativo da ordem de 1.223.447 servidores (798.941 civis e 424.506 militares), com salário médio/mês de R$ 4.860,355, pagando benefícios de R$ 55,2 bilhões para um contingente de 1.070.808 servidores aposentados e pensionistas (751.449 civis e 319.359 militares), com salário médio/mês de R$ 4.413,04, gerando um déficit previsto de R$ 37,2 bilhões (1,47% do PIB).

O PIB per capita apurado no ano de 1994 foi de US$ 3.472,00. Em 2002 fechou em US$ 2.859,00, ou seja: 17,65% menor do que o apurado em 1994. Com base nos números conhecidos até setembro de 2007 podemos projetar um PIB per capita de US$ 6.523,00, ou seja: 128,16% maior do que o apurado no ano de 2002, e 87,87% maior do que o apurado em 1994.

O PIB apurado no ano de 1994 foi de US$ 543,1 bilhões. Em 2002 fechou em US$ 505,9 bilhões, ou seja: 6,85% menor do que o apurado no ano de 1994. Com base nos números conhecidos até setembro de 2007 podemos projetar um PIB de US$ 1.239,5 bilhões, ou seja: 145,01% maior do que o apurado em 2002, e 128,23% maior do que o apurado em 1994.

Em 2002 foi apurada uma taxa média de desemprego aberto, medida pelo IBGE, de 11,7%. Até setembro de 2007 foi apurada uma taxa média de 9,7%, ou seja: 17,09% menor do que a média apurada em 2002.

Nota: Estudo completo está disponível no sítio abaixo mencionado

*O autor é Professor de Economia.

rbfln@terra.com.br
ricoberga@terra.com.br
http://paginas.terra.com.br/noticias/ricardobergamini

Ricardo Bergamini
ricoberga@terra.com.br
rbfln@terra.com.br
http://paginas.terra. com.br/noticias/ricardobergamini

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular