Pravda.ru

CPLP » Brasil

Filho de suposto fundador do PT acusa o pai de fazer chantagem

20.09.2015
 
Filho de suposto fundador do PT acusa o pai de fazer chantagem. 22956.jpeg

Ele pode ter sido ou ainda é: jurista, político, militante de direitos humanos, bacharel em Direito, primeiro presidente das Centrais Elétricas de Urubupungá, ministro interino da Fazenda, por uma semana, no governo João Goulart; Procurador de Justiça no Estado de São Paulo; integrante da 1ª Diretoria Executiva da Fundação Wilson Pinheiro, fundação de apoio partidária instituída pelo PT, antecessora da Fundação Perseu Abramo; candidato a vice-governador de São Paulo, na chapa encabeçada por Lula, em 1982; também foi candidato ao senado pelo PT, ficando em terceiro lugar, atrás dos eleitos Mário Covas e Fernando Henrique Cardoso, ambos do PMDB; secretário dos Negócios Jurídicos do município de São Paulo na gestão de Luíza Erundina (PT); deputado federal pelo PT; presidente da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, com sede em Washington; vice-prefeito de São Paulo durante a gestão de Marta Suplicy (PT); apoiador da candidatura de Marina Silva para presidente da República, no primeiro turno, e da de José Serra no segundo turno; militante a favor de José Serra na disputa municipal paulista, em 2012.

Fernando Soares Campos

Filiado ao PT desde o ano da sua fundação (1980), desfiliou-se do partido em 2005, por isso a mídia nacional lhe atribui o título de "Fundador do PT".

Semanas atrás, "Fundador do PT", ou, para os mais íntimos, Hélio Bicudo, apresentou na Câmara dos Deputados pedido de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff, reeleita em outubro de 2014, com a expressiva marca de 54,5 milhões de votos, e, até a presente data, nada constando que desabone sua conduta no cargo ou na sua vida pessoal. Mulher de mãos limpas, sim, o que muito nos orgulha, pois, se os golpistas tivessem alguma prova (no caso dela, pelo menos, "indícios") de corrupção pessoal, Dilma, essa mulher decente que governa nosso País, já teria caído.

Eis alguns títulos e manchetes dos órgãos (eretos) da mídia partidarizada, oposicionista, nas últimas semanas:

 "Fundador do PT quer impeachment de Dilma Rousseff" (O Globo)

"Fundador do PT diz que Dilma é incapaz de governar" - Bicudo afirmou ter entrado com o pedido [de impeachment] porque a classe política é "inoperante" (revista Época)

"Fundador do PT apresenta pedido de impeachment de Dilma Rousseff" (Folha de S.Paulo)

"Fundador do PT, Hélio Bicudo, pede impeachment de Dilma (Valor Econômico)

"Hélio Bicudo, fundador do PT, protocola pedido de impeachment de Dilma (Zero Hora)

"Cunha devolve pedido de impeachment de Dilma para fundador do PT ajustar", diz Folha (InfoMoney)

Essa é uma pequena amostra das centenas de títulos e chamadas para o pedido de impeachment da presidenta Dilma, protocolado na Câmara por "Fundador do PT".

Alguns dos próprios filhos de "Fundador do PT" vieram a público manifestar suas indignações contra essa postura do pai.

José Eduardo Pereira Wilken Bicudo, 60 anos, biólogo, professor titular aposentado da Universidade de São Paulo, atualmente professor honorário na Universidade de Wollongong, na Austrália, filho do jurista Hélio Bicudo, o autor do mais famoso pedido de impeachment de Dilma, em depoimento exclusivo ao Diário do Centro do Mundo (DCM), declarou:

 

"Por conveniência e oportunismo, a mídia conservadora tem divulgado insistentemente que Hélio Bicudo foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT). Acontece que ele mesmo, em vídeo que circula nas redes sociais, diz o contrário. Quem o fez se aproximar do PT foi meu irmão mais velho, José."

 

(...)

 

"A sua idade avançada, 93 anos, e sua história de vida têm sido usadas e abusadas pelos articuladores do golpe para tirar Dilma Roussef da presidência da república. As pessoas em geral se comovem com a figura de um senhor de idade defendendo a moral, a ética e os bons costumes."

 

(...)

 

"No final dos anos 1980, enquanto secretário de Negócios Jurídicos da Prefeitura de São Paulo, durante a gestão de Luiza Erundina, meu pai fez parte de uma comissão de sindicância interna do PT, juntamente com José Eduardo Cardozo, atual Ministro da Justiça, e Paul Singer. Esta visava apurar eventuais favorecimentos ilícitos de pessoas ligadas ao PT junto a prefeituras sob o comando do partido no estado de São Paulo. 

 

"O parecer final continha acusações que poderiam comprometer Lula, já que um compadre deste estaria supostamente envolvido. José Dirceu era o presidente do PT na época e, segundo meu pai, deu a ele e à comissão de sindicância "carta branca" para comprometer todos aqueles que estivessem supostamente envolvidos. Aqui, creio eu, começa todo o imbroglio. 

 

"Meu pai ocupava, também na época, um cargo importante na direção do partido e vislumbrou a possibilidade de alavancar o seu projeto pessoal de poder dentro do PT. Ele jamais admitirá isso, mas usou o parecer emitido pela comissão sindicante para "chantagear" Lula."

 

Leia a íntegra do depoimento em "Meu pai está sendo usado pelos articuladores do golpe": o depoimento do filho de Hélio Bicudo. Por Kiko Nogueira

 

José Eduardo Bicudo, também filho de "Fundador do PT", pronunciou-se sobre o pedido de impeachment da presidenta Dilma, elaborado por seu pai:

 

"Sou um dos filhos de Hélio Bicudo e como meus irmãos, que já se manifestaram em público, também me manifesto contra o pedido de impeachment feito pelo meu pai.

 

"É triste ver uma pessoa que possuía um patrimônio político e uma história de vida digna juntar-se à direita mais sórdida do nosso país para fazer um papel no mínimo ridículo, extemporâneo e se expondo de uma maneira pueril.

 

"Infelizmente, a sua luta contra o esquadrão da morte acaba ficando menor, neste momento pelo qual passa o Brasil, diante da insensatez que é o seu pedido de impeachment.

 

"Nas entrelinhas do texto do pedido é possível verificar que o pedido de impeachment de Dilma é uma cortina de fumaça e o objetivo principal do pedido é atingir Lula, de um lado se juntando à campanha da mídia conservadora contra a candidatura de Lula para presidente em 2018 e de outro lado revelando mais uma vez a sua desesperada "briga" pessoal com Lula, a qual vem se arrastando por mais de uma década."

 

Concluímos, portanto, que "Fundador do PT", na verdade, não é "fundador", porém, apesar dos benefícios que pôde obter como membro do Partido dos Trabalhadores e das oportunidades que teve de trabalhar em prol do desenvolvimento da nação e aperfeiçoamento da justiça social em nosso país, como membro do PT e representante do povo, eleito sob a sigla e prestígio do partido, ou mesmo nomeado por gestor público eleito, pois bem (bem mal), apesar de tudo isso, Hélio Bicudo pretende entrar para a História como um "fodedor do PT". Lamentável.

 


Loading. Please wait...

Fotos popular