Pravda.ru

CPLP » Brasil

Assassinato no acampamento em Paraná de uma líder de MLST

20.06.2006
 
Assassinato no acampamento em Paraná de uma líder de MLST

A coordenadora do Movimento de Libertação dos Sem-Terra (MLST), Jocélia de Oliveira, foi morta na noite deste domingo, juntamente com sua filha Emanuele de Souza, de 5 anos de idade. O crime ocorreu no acampamento que fica na beira da PR-369, que liga Cascavel e Corbélia, no oeste do Paraná, informa a imprensa brasileira.

Jocélia, que completaria 31 anos nesta segunda-feira, era a líder do acampamento.    Jocélia morava sozinha em um barraco coberto por lona amarela, próximo ao local onde fica hasteada a bandeira do MLST.

 No fim de semana, ela recebeu a visita da filha, que mora com o pai.

Foram quatro tiros, três nas costas e um na cabeça. A filha de Jocélia, Emanuelly   foi morta, com pancadas na cabeça. O acampado Ezequias Faleiros, 31, foi  ferido atingido por um tiro na perna.

 A partir de depoimentos, a Polícia acredita que os crimes foram motivados por uma disputa interna pela liderança do acampamento. Duas pessoas - Ademar Alves de Lima e Paulo Rodrigues de Lima, que a princípio não tem parentesco - são acusadas e tiveram a prisão preventiva pedida pela polícia. Eles estão foragidos.

Paulo seria coordenador de segurança do acampamento. De acordo com o delegado titular da subdivisão policial de Cascavel, Amadeu Trevisan Araújo, Paulo e Jocélia já teriam se desentendido anteriormente.

 Há cerca de um mês, Paulo teria sofrido um atentado. Vários tiros a ser desferidos, mas sem atingi-lo. As pessoas que teriam atirado não foram identificadas e ainda não é possível fazer qualquer ligação com as ocorrências de domingo. 

 MLST ficou mais conhecido, pois dele saiu um grupo para participar de manifestação em Brasília, que acabou em quebra-quebra no Congresso Nacional.

Jocélia vinha firmando sua liderança e, no início do ano, declarou que o movimento estava aceitando adesões para, com o reforço, partir para invasões de terras.


Apesar da liderança que ela apresentava, pessoas que trabalham com reforma agrária no Estado afirmam que o MLST é desarticulado internamente, o que facilita atos como o ocorrido em Brasília  ou uma disputa como a que está acontecendo entre os integrantes paranaenses.


Loading. Please wait...

Fotos popular