Pravda.ru

CPLP » Brasil

Senadores fazem farra de combustível no Brasil

18.01.2010
 
Senadores fazem farra de combustível no Brasil

O que apenas 10 dos 81 senadores do Brasil gastaram em combustível em apenas nove meses de 2009 seria suficiente para dar 115 voltas em torno da Terra ou percorrer 343 vezes a BR 101, maior rodovia do País que, com seus 4.551 km interligando os Estados do Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

Os dez senadores gastaram dos cofres públicos R$436,6 Mil, que dariam para comprar 156 mil litros de gasolina para encher o tanque de 31.188 automóveis. Esse volume de combustível daria para rodar 1,5 milhão de km.

Esses gastos são cobertos pela chamada verba indenizatória, um expediente usado pelo Senado Federal com a finalidade de cobrir despesas com combustível e lubrificante de veículos de todos os senadores.

Os dados fazem parte de levantamento do Congresso em Foco, com base em informações do Portal da Transparência, do Senado. Os senadores Jayme Campos e Gilberto Goellner foram os que mais gastaram com combustível no período pesquisado.

Jayme Campos consumiu R$ 66,72 mil nos cinco meses em que exerceu o mandato em 2009. Ele está licenciado desde setembro de 2009 para tratar de assuntos particulares. Gilberto Goellner recebeu R$ 65,22 mil do Senado nos últimos nove meses do ano para cobrir as despesas com combustível, óleo e lubrificante.

Em seguida aparecem os senadores Marconi Perillo, que gastou R$ 44,23 mil, e Cícero Lucena, que consumiu R$ 42,84 mil. O petista Augusto Botelho é o quinto colocado, com R$ 38,75 mil, seguido de Almeida Lima, com gastos de 37,81 mil, e Romero Jucá, que usou R$ 37,12 mil da verba com combustíveis.

Apesar de ter deixado o Senado no início de novembro, Expedito Júnior, que foi cassado por compra de votos, foi o oitavo colocado, consumindo R$ 34,24 mil entre abril e setembro. Efraim Morais, com R$ 32,53 mil, e Romeu Tuma, com R$ 37,12 mil, fecham a lista dos dez senadores que mais encheram o tanque com dinheiro público.

Enquanto isso, na Câmara dos Deputados o controle de gastos com combustíveis é diferente. Lá, cada deputado só pode gastar até R$ 4,5 mil por mês, mas no Senado Federal não há limite com esse tipo de despesa. Cada senador pode gastar o quanto quiser basta apresentar nota fiscal.

Se a mesma regra da Câmara dos Deputados fosse aplicada no Senado Federal, na pior das hipóteses 13 parlamentares teriam estourado a cota mensal. Além dos dez campeões de consumo, os senadores Mão Santa e Magno Malta e a senadora Lúcia Vânia também gastaram mais que R$ 4,5 mil ao menos uma vez no ano passado.

ANTONIO CARLOS LACERDA

PRAVDA Ru BRASIL


Loading. Please wait...

Fotos popular