Pravda.ru

CPLP » Brasil

Piloto de Legacy se comunicou com Cindacta-1

17.10.2006
 
Piloto de Legacy se comunicou com Cindacta-1

Uma gravação divulgada pela Aeronáutica revela que o piloto do jato Legacy que colidiu com o Boeing da Gol, no último dia 29, conseguiu se comunicar com os controladores de vôo do Cindacta-1, em Brasília, quatro minutos antes de fazer a mudança de altitude prevista no plano de vôo.

 Segundo a agência  Globo, no contato com a torre, Joseph Lepore pergunta ao controlador se pode descer ou se deve manter a altitude. Neste momento o jato estava a 55 quilômetros do ponto onde deveria descer dos 37 mil pés para 36 mil pés.

 O controlador respondeu "ok, mantenha". Segundo a Aeronáutica pode ter havido um mal-entendido entre o piloto e a torre de controle. Lepore pode ter entendido a ordem do controlador como uma autorizaзгo para manter a altitude de 37 mil pés, mesmo contrariando o plano de vôo.

 
A Polícia Federal de Mato Grosso ouviu os controladores de vôo, "principalmente de Brasília", que estavam trabalhando no horário em que ocorreu o acidente entre o Boeing da Gol e o jato Legacy. A instituição também abriu inquérito, por requisição do Ministйrio Público Federal, para identificar e descobrir a responsabilidade criminal pelo acidente.


Ainda nesta segunda-feira, o Instituto Médico Legal de Brasília confirmou a identificação de 152 vítimas. Os nomes ainda não foram revelados. Até este domingo, eram 149 o número de identificados. O trabalho dos legistas corrigiu o número de corpos na área do acidente que ainda faltam ser resgatados. São 2 e não 4 como chegou a ser divulgado pela FAB.

E a diretora da Divisão de Comunicação da Polícia Civil do Distrito Federal, delegada Valéria Raquel Martirena, admitiu nesta segunda a possibilidade de que as equipes de busca no local do acidente não consigam mais localizar o restante dos corpos das vítimas. Por isso, segundo ela, é importante iniciar um trabalho de identificação por meio dos fragmentos dos corpos, como foi o caso da confirmação de dois dos três casos nesta segunda-feira.


- Os fragmentos também estão sendo processados porque podem ser de corpos que ainda não foram identificados. Pode ser que não se localizem mais os corpos, mas, se a gente conseguir comprovar que esses fragmentos são dos que faltam ser resgatados, temos como comprovar que essas pessoas estavam no momento do acidente e que possivelmente houve uma explosão e talvez a gente não consiga localizar os corpos, apenas os fragmentos - disse Martirena.

E a cada dia que passa fica mais difícil a localização do cilindro da caixa-preta (que contém o registro de voz da tripulação) do Boeing da Gol e o resgate das últimas vítimas da tragédia.




Loading. Please wait...

Fotos popular