Pravda.ru

CPLP » Brasil

Desobediência Civil Já!

14.02.2017
 
Desobediência Civil Já!. 26014.jpeg

Brasil: Se um usurpador interino, de uma espécie de novo estado novo, não respeita as clausulas pétreas da carta magna, porque nosotros, o povo, temos que seguir as regras, principalmente as regras deste ditador impune feito um filé de picareta?
A Ordem é DESOBEDECER a Escória Que Fede
 
"Brasília virou uma cloaca" Jurista Claudio Lembo
........................................
 
 
Se um usurpador interino, de uma espécie de novo estado novo, não respeita as clausulas pétreas da carta magna, porque nosotros, o povo, temos que seguir as regras, principalmente as regras deste ditador impune feito um filé de picareta?

Se esse vice traíra que está indevidamente com a faixa presidencial no peito de jeca, tem ministros investigados pela PF, condenados e envoltos em máfias e quadrilhas, e ainda assim tem a proteção da justiça amoral e da mídia abutre, por que temos que seguir essa ordem unida e de corrupção e impunidade?

Se o tal do STF tem de ministro um elemento corrupto e envolto no crime organizado de SP, o estado máfia, e foi advogado do PCC, e agora vai juntar-se aos corvos de toga de uma justiça capenga, por que temos que seguir aos padrões sórdidos dele, batendo continência pro arbítrio, e, acreditarmos nos falidos três poderes, mais o quarto, a mídia suja, e o quinto poder, a violência?
Desobediência civil já.

Nada nos bolsos e nas mãos... alegria alegria, lembram-se? - sem lenço e sem documento... Mas não um asnoia Black Bloc, claro, mas um cidadão que sabe que os poderes estão podres, e quem faz pose todo pimpão de presidente é zumbirionete de enfeite, e os que são subalternos dele compõem as máfias e quadrilhas desse atual estado de coisas do Brasil S/A, uma republiqueta de bananas, de canalhas neoliberais.
Não à ordem unida. Não à classe dominante. Não ao jugo de um pária no poder. Se nos pedirem documentos, daremos nosso olhar de indignação, nossos globos oculares cheios de sangue paisano, civil, dizendo não ao não, dizendo Fora Temer, dizendo Volta Lula,  dizendo de nosso escárnio as autoridades desconstituídas de zelo ético e moral. 
Desobediência civil já!

Policia para quem precisa de policia, diz o refrão do rock. Uma policia incompetente, corrupta, violenta e senil, mal formada, mal informada e mal preparada, cheia de capitães do mato, jagunços de farda obedecendo cegamente a leis fascistas, e os poderes municipais, estaduais e federais cortando direitos do povão... Fora povo? Não, fora governo. Somos todos anarquistas agora. Desobediência Civil Já. Volta Lampião!
O Estado de Direito falido. Bacharéis contando com falhas de improbidades nos rituais de sórdidos bastidores labirínticos dos palácios fúnebres de uma justiça falida moralmente. Mãos ao alto?  Carregaremos algemas aos montes. Para algemarmos cada um que nos peça identidades, documentos, satisfação.  Policia gerida por milícias. Juizecos liberando bandidos de alto escalão e colarinho branco, doutores vazando doutores. Cadeia só para pobres? Cadeia só para Pretos, Pobres, Prostitutas, Professores, Petistas? E os outros? Justiça que não é para todos, ou ampla, total e irrestrita, não é justiça que valha. Se temos bandidos soltos, é porque temos bandidos na policia, na justiça, na sociedade impune. E bandidos de toga. 
Desobediência civil já.

A ordem é DESOBEDECER...

Nessa territorial pangeia do arbítrio que se restou o Brasil dos picaretas, nesse Carnaval a palo seco, vamos vestir as nossas fantasias de uma revolta, uma insurreição,  contundente, evolutiva, e derrubar a Bastilha da Globo, o Castelo de Cartas do STF, o Penico do Congresso, e o Vaso Sanitário do Palácio do Desgoverno Federal.
Se nós sofremos, que eles sofram. Se nós pagamos, que eles paguem. Se cortaram nossos direitos, que os coloquemos em jaulas. Por que temos que sofrer, e eles impunes e garbosos arrotando velhacarias como se fossem donos da verdade, e nós, cobaias do arbítrio. Se eles são lacaios da máfia da propina, que paguem por isso. Desobediência Civil já!

Pelos campos e cidades, pelas ruas e palácios, por uma greve geral já, alô CUT, não podemos aceitar o que está acontecendo, nem deixar que uma emissora de televisão que deve milhões aos cofres públicos dite as normas, as regras, com sua programação medíocre, de jornalismo de bactérias do lixo fascista. Fora povo? Não. Desobediência Civil.

O povo unido, jamais poderá ser vencido. Fé no exercício de cidadania> 
Daremos uma banana ao governo usurpador. 

E sairemos às ruas. E carregaremos bandeiras que tenham nossa cara, nosso sangue, suor e lágrimas. Temos um governo Padrão Fifa, com tentáculos em todas as áreas do crime organizado, e não podemos compactuar com isso.
Que mané presidente é esse, um Presidente ilegítimo, 43 vezes delatado. Um santo de pau oco, para a mídia-abutre conivente e capanga.

A Lei? Ora, a Lei. A tal Lava a Jato, jacta-se de ser o que não é, e só lava o que interessa, para eliminar adversários da legalidade; para os amigos do alheio, a Lava a Jato é um jato só de pagar impressões digitais dos componentes do desgoverno... Governo? Desobediência civil já.
Vamos pro pau!
-0-

SILAS CORREA LEITE
Professor, conselheiro diplomado em direitos humanos, jornalista comunitário, ciberpoeta e escritor premiado, consta em mais de oitocentos links de sites, até no exterior, entre eles Cronópios, Observatório de Imprensa, Correio do Brasil, EisFluências e outros, Prêmio Lygia Fagundes Telles Para Professor Escritor, Prêmio Paulo Leminski de Contos, Prêmio Ignácio de Loyola Brandão de Contos, Prêmio Biblioteca Mário de Andrade (São Paulo, Gestão Marilena Chauí), Prêmio Literal (Fundação Petrobrás, Curadoria Heloisa Buarque de Hollanda),   Prêmio Instituto Piaget/Cancioneiro infanto-juvenil, Portugal, vencedor do Primeiro Salão Nacional de Causos de Pescadores (USP-Parceiros do Tietê/Jornal O Estado de São Paulo/Rádio Eldorado) entre outros, publicou em revistas, jornais, tabloides, fanzines, como Revista da Web, Trem Itabirano, Panorama Editorial, Revista Construir, DF Letras, Mundo Lusíada (Portugal, etc. Autor, entre outros, de Porta-Lapsos, Poemas, All-Print, SP, Campo de Trigo Com Corvos, contos premiados, Editora Design, SC (finalista no Telecom, Portugal), DESVAIRADOS INUTENSILIOS, Editora Multifoco, GOTO, A Lenda do Reino do Barqueiro Noturno do Rio Itararé, romance,  GUTE GUTE, Barriga Experimental de Repertório, romance, e O Menino Que Queria Ser Super-Herói, romance infantojuvenil, ambos a venda site Amazon e do ebook de sucesso O RINOCERONTE DE CLARICE, onze contos fantásticos, cada ficção com três finais, um final feliz, um final de tragédia e um terceiro final politicamente incorreto, destaque na grande mídia (Estadão, Diário Popular, Revista Época) inclusive televisiva, por ser o primeiro livro interativo da rede mundial de computadores, tendo sido entrevistado por Márcia Peltier (Momento Cultural/Jornal da Noite, REDE BAND), Metrópolis e Provocações (TV Cultura), entre outros, e a obra, por ser pioneira e única no gênero, foi recomendada como leitura obrigatória na matéria Linguagem Virtual, do Mestrado de Ciência da Linguagem da UNIC-Sul de SC, tese de Mestrado na Universidade de Brasília e tese de Doutorado na UFAL. Seu estatuto de poeta foi vertido para o espanhol, francês, inglês e russo. Contatos: poesilas@terra.com.br


Loading. Please wait...

Fotos popular