Pravda.ru

CPLP » Brasil

Índios Kayapó enviaram uma carta a Lula

13.07.2006
 
Índios Kayapó enviaram uma carta a Lula

Lideranças indígenas Kayapó enviaram nesta terça-feira (11) uma carta ao presidente Lula em que expressam sua preocupação com o asfaltamento da rodovia Cuiabá-Santarém (BR-163) e pedem a exoneração do presidente da Funai, Mércio Pereira Gomes.

 Em janeiro deste ano, após uma entrevista concedida por Mércio ao jornal O Estado de São Paulo em que declarou haver terra demais no Brasil para poucos índios, as mesmas lideranças assinaram um manifesto pedindo a sua demissão.

Desta vez, a motivação é o anúncio do asfaltamento da BR-163 no trecho que vai de Guarantã do Norte em Mato Grosso até a divisa com o Pará. Os índios alegam que as medidas compensatórias e mitigadoras de impactos para as cinco Terras Indígenas no entorno da rodovia ainda não foram definidas e que o governo federal se recusa a dialogar com as lideranças.

"Nossa luta não é contra o asfaltamento em si, mas para que o governo venha conversar conosco", declara o cacique Kayapó Megaron Txucarramãe, administrador da Funai em Colíder e um dos signatários da carta.


Na semana passada, em entrevista exclusiva ao Amazonia.org.br, Megaron já havia manifestado a indignação dos povos indígenas com a falta de esclarecimentos sobre o asfaltamento da BR e medidas voltadas para o bem-estar das comunidades. Com o aumento do fluxo e do estabelecimento de pessoas na área, aumentam também os riscos de invasões e incêndios.

No documento enviado ao presidente, os índios relembram os prejuízos já sofridos por causa da rodovia nas últimas décadas como a retirada do povo Panará de suas terras tradicionais e a redução da Terra Indígena Baú em 2003. Na carta ainda declaram: "Não confiamos mais nesse presidente [Mércio Pereira Gomes] (...) Está na hora de um índio assumir o comando da Funai".

Uma segunda carta foi enviado ao governador do Mato Grosso, Blairo Maggi, na qual os índios prometem reagir caso suas reivindicações não sejam atendidas. Segundo Megaron, manifestações estão programadas para acontecer ainda essa semana, dependendo da resposta dos governos federal e estadual.


Fonte :Carolina Derivi ,Amazonia.org.br


Loading. Please wait...

Fotos popular