Pravda.ru

CPLP » Brasil

III Parada Gay de Alagoinhas (BA) atraiu 15 mil pessoas

11.08.2009
 
III Parada Gay de Alagoinhas (BA) atraiu 15 mil pessoas

Por: Valdeck Almeida de Jesus,

com informações de Rafael Oliveira



A festa aconteceu nesse domingo (9), em clima de paz e tranquilidade. Participaram além da população local, militantes da Simões Filho, Porto Seguro, e equipe do Grupo Liberdade, Igualdade e Cidadania Homossexual - Glich e da Articulação da Parada Gay de Feira de Santana – APGFS, que deram suporte técnico aos organizadores do Evento.


Tarcila, presidente da Organização Geral de Alagoinhas – OHGA deu início ao evento pedindo paz e respeito para os (as) homossexuais da cidade.

Rafael Carvalho, presidente do GLICH, lembrou que um dos Gays mais notórios do Brasil (Jean Wyllys) é filho de Alagoinhas e pediu que as pessoas da cidade mantivessem o mesmo respeito que tem pelo Jean a todos (as) Gays, Lésbicas, Travestis e Transexuais de Alagoinhas e que faça deste respeito a máxima de uma convivência pacífica e respeitosa entres todos.


Animando a multidão, de cima do trio elétrico, o cantor Maurício Lins conduziu a multidão na primeira parte do percurso com um repertorio eclético e muito bem selecionado. Gay assumido, Lins proferiu decursos super politizados, informando à multidão que aquela manifestação não era uma Micareta ou um carnaval, e sim uma manifestação política de auto-afirmação dos direitos LGBT.


Dion, madrinha do evento, conduziu a multidão na segunda parte e através do seu já conhecido discurso chamou atenção de todos (as) para um comprometimento no enfrentamento aos preconceito e discriminação sofrida pelos LGBT. Ela declarou, ainda, que a Homofobia é um MAL que precisa ser erradicado no mundo todo. Drags, transformistas, Gogo-Boys e grupo Nigth Boys, de Feira de Santana, fizeram a alegria da multidão em cima do trio elétrico.


Paulo Sérgio (PSDB), prefeito de Alagoinhas, deu um verdadeiro show de comprometimento e democracia. Sérgio declarou que seu governo “é voltado para o povo, e que gays lésbicas e travestis não são meio povo, meio cidadãos”. Ele afirmou que nenhum tipo de preconceitos ou exclusão será permitido na cidade. O apoio da prefeitura foi fundamental para a realização da festa, pois Paulo Sérgio ofereceu logística, participação efetiva no orçamento da Parada Gay local.

HOMENAGEM

Na sexta-feira anterior à parada, o GLICH e algumas personalidades foram agraciados com o troféu "Cidadania GGB 30 anos de luta", durante uma audiência pública na Câmara de Vereadores. Durante cerimônia o Prefeito Paulo Sérgio surpreendeu a todos quando declarou apoio ao grupo local lhe oferecendo uma sede própria.

V ALDECK A LMEIDA DE J ESUS nasceu em Jequié, Bahia, em 1966. Jornalista, trabalha, atualmente, como funcionário público, editor de livros e palestrante. Publicou os livros Memorial do Inferno: a saga da família Almeida no Jardim do Éden, Feitiço contra o feiticeiro, Valdeck é Prosa e Vanise é Poesia, 30 Anos de Poesia, Heartache Poems, dentre outros. Participa de mais de 30 antologias. É organizador e patrocinador do Prêmio Literário Valdeck Almeida de Jesus de Poesia, desde 2005. Expõe seus textos no site www.galinhapulando.com

Contato com o autor: valdeck2007@gmail.com


Loading. Please wait...

Fotos popular