Pravda.ru

CPLP » Brasil

Nós Também Não Acreditamos

09.12.2007
 
Nós Também Não Acreditamos

... " acreditar em promessa sua, Governador, é o mesmo que pisar na memória e na luta dos que se foram e dos que ainda continuam batalhando por melhores condições de trabalho e de vida ." Adísia Sá - Jornal O POVO – 27/11/2007 - A cidadã Adísia Sá, professora universitária da UECE, hoje aposentada, fundadora e/ou patrona dos cursos de jornalismo do Ceará, ela mesma jornalista, fechou seu artigo-opinião ‘Acreditar é Impossível’ com a frase-parágrafo aspeada acima.

A cidadã Adísia Sá, professora universitária da UECE, hoje aposentada, fundadora e/ou patrona dos cursos de jornalismo do Ceará, ela mesma jornalista, fechou seu artigo-opinião ACREDITAR É IMPOSSÍVEL com a frase-parágrafo aspeada acima. Desde então, passados 10 dias, ninguém da parte do governo ou do governador se manifestou ou desmentiu as palavras da professora. Para os mais velhos vale lembrar uma máxima popular: quem cala consente...

O silêncio ensurdecedor do establishment, angustiante para quem está "batalhando por melhores condições de trabalho e de vida", além de reforçar a compreensão da professora Adísia da UECE e de nós outros da URCA e aqui da UEVA, de que é impossível acreditar nas palavras e nos compromissos assumidos, expõe outras inquietações; pelo menos para nós da UEVA. Para elas (inquietações outras) não se deva imputar, no entanto, mais culpabilidade ao governo, e sim à indolência da nossa sociedade, maior beneficiária do ensino superior de qualidade; à alienação das nossas lideranças políticas, só(e sempre) preocupadas com a próxima eleição; e ao maniqueísmo vassalo da absoluta maioria da mídia local, que desmerece e joga no lixo os compromissos assumidos com as claúsulas pétreas do verdadeiro jornalismo: independência e isenção.

Alô, alô, os docentes da UEVA estamos convidando vocês: venham conversar conosco, venham conhecer nossas instalações, nossas condições de trabalho, as salas de aula, as bibliotecas e toda a infra-estrutura do ensino superior público estadual em Sobral. Vocês vão se decepcionar! Principalmente, se nos momentos de oba-oba ( quando políticos, imprensa, a sociedade em geral, se fazem presentes ), tiverem participado da inauguração do MESS (Memorial do Ensino Superior em Sobral).

Um pedido apenas: procurem enxergar para além do que seus olhos verão, para que possam concluir que tipo de educação estamos conseguindo oferecer para seus filhos. Quem sabe, depois dessa inspeção minuciosa, e se tiverem disposição para conferir também nossos contracheques, vocês não nos vejam mais como vagabundos irresponsáveis quando entramos em greve, batalhando por melhores condições de trabalho e de vida.

Alô, alô, vocês outros, professores da UEVA que não aderiram ao movimento (nos códigos de ética e postura de algumas profissões estão previstas sansões severas para quem dificulta o sucesso de movimentos reivindicatórios legítimos da categoria); e vocês outros mais, que além da docência, militam também no jornalismo(?)! Apelamos para a dignidade e a consciência de cada um, quando da interpretação dos movimentos, atos, fatos e relatos (como a nota ao público do governo do estado – 23/11/2007 – em todos os jornais). Vocês também não acreditam que o governo deu aumento diferenciado de 20% para nós; abono não é aumento.

Vocês também não acreditam que houve aporte financeiro a mais para nossa universidade, muito pelo contrário, houve contingenciamento de despesas. Vocês também não acreditam que a greve esteja prejudicando 20.000 alunos, a não ser que pensemos nosso mister apenas como fábrica de diplomas, com ou sem qualidade ou conteúdo sedimentados.

Por estas e por outros é que queremos fazer coro com a professora Adísia Sá, da UECE: acreditar para nós também é impossível. Continuamos em greve!

Prof. Azevedo – Professor do Curso de Enfermagem da UVA


Loading. Please wait...

Fotos popular