Pravda.ru

CPLP » Brasil

Nona edição do Fashion Rio: "Ser carioca é ser chique em qualquer lugar"

09.06.2006
 
Nona edição do Fashion Rio: "Ser carioca é ser chique em qualquer lugar"

O Rio de Janeiro é a capital da moda a partir dia 6 de junho até o dia 11, com o início do Fashion Rio, evento que abre a temporada de desfiles das coleções primavera-verão 2007. A semana de moda carioca passa, a partir desta edição, a ser realizada em novo local, no Marina da Glória. O espaço conta com salas de desfile com até 1500 lugares.

Como o tema desta edição é a Água, a mostra apóia a campanha Y`Ikatu Xingu (Salve a água boa do Xingu), promovida pela ONG Onda Azul. No total, 36 grifes apresentarão suas coleções, sendo dois desfiles de novos talentos como o Rio Moda Hype e Novos Designers. Nona edição do evento terá como principais estrelas na passarela, as tops Gisele Bündchen e Raica, a namorada de Ronaldo.

O Fashion Rio também conta com um setor dedicado exclusivamente para negócios. Cerca de 150 marcas, de sete estados, colocarão seus produtos em exposição do Fashion Business. O evento espera receber 5 mil lojistas de diversas partes do Brasil e do exterior.

Ontem foi o terceiro dia do Fachion Rio. A estilista Alessa, que já é conhecida por desfiles em locais inusitados, de um supermercado à própria casa, levou os convidados de bondinho ao morro da Urca e lá apresentou sua coleção de verão. O público se misturava aos turistas, em cenário deslumbrante.

A inspiração de Alessa veio do termo Cariocaholic, uma brincadeira com o vício de ser carioca e o nome de sua agência, Dreamaholic. A palavra estampava a camiseta de um saxofonista, que entrou solando músicas da bossa-nova, como “O morro não tem vez”. As modelos passavam próximas ao cercado, com a baía de Guanabara e o Corcovado ao fundo. As peças evidenciavam o Rio de Janeiro nas estampas e frases. A lagoa estava em uma saia, placas de trânsito que indicavam atrações turísticas em uma camiseta. As saias podiam ser mini ou maxi, sempre em camadas ou babados, repletas de sianinhas. Renda e uma mistura de cores fortes tinham seu lugar, sem deixar de lado o branco e o preto. Alessa veio no fim da apresentação, com um tomara-que-caia longo com enorme estampa de seu rosto.

Quando o público já se dirigia à fila do bondinho, para ir embora, um helicóptero pousou no Pão de Açúcar e fez com que todos corressem para a grade, para ver o que estava acontecendo. Gianne Albertoni, em ótima forma, desceu com um biquíni e capa, e se posicionou para tomar sol, após passar óleo bronzeador, enquanto o saxofonista tocava Garota de Ipanema. “A idéia era que as pessoas se debruçassem sobre a cidade, nesse dia lindo. Ser carioca é ser chique em qualquer lugar”, disse a estilista.


Loading. Please wait...

Fotos popular