Pravda.ru

CPLP » Brasil

Brasil: Universidades mostram experiências de inserção de jovens no mercado

06.12.2006
 
Brasil: Universidades mostram experiências de inserção de jovens no mercado

Coordenadores de 38 programas de geração de trabalho e renda para jovens, realizados por Instituições de Ensino Superior, estarão em Brasília, a partir desta terça-feira (5).

O objetivo é trocar experiências para aprimorar as ações de implantação, gestão, acompanhamento e execução dos projetos. O 1º Encontro Nacional de Inclusão Produtiva de Jovens, que começa às 9h e vai até o dia 7 de dezembro, terá a presença da secretária nacional de Assistência Social do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Ana Lígia Gomes.

Os projetos foram selecionados no ano passado por meio de convênio entre o MDS e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), também responsáveis pela realização do encontro. Todas as regiões geográficas do País foram contempladas: 16 projetos destinam-se ao Sudeste; oito beneficiarão populações pobres do Nordeste; outros oito serão implantados em estados do Sul; três na região Norte; e mais três em estados do Centro-Oeste. O MDS recebeu 53 projetos de inclusão produtiva de 42 instituições brasileiras. Ao todo, foram destinados R$ 8 milhões às iniciativas.

A parceria entre MDS, PNUD e as áreas de extensão das Instituições de Ensino Superior Públicas e Comunitárias ampliará o planejamento de políticas públicas e a avaliação dos programas voltados à redução da pobreza desenvolvidos pelo Ministério. Os projetos de inserção dos jovens no mercado de trabalho foram classificados em três tipos: capacitação de jovens para o trabalho; formação profissional, com ênfase no desenvolvimento e aperfeiçoamento de habilidades e potencialidades; constituição de grupos de geração de trabalho e renda, e projetos especiais orientados para atendimento à população do Bolsa Família.

Veja abaixo alguns projetos:

Projeto Ateliê/Minas Gerais - Desde o início de novembro, 45 jovens de Belo Horizonte (MG) em situação de vulnerabilidade social participam, três vezes por semana, do curso de capacitação em moda promovido pelo "Projeto Ateliê da Juventude Moda e Design", convênio do MDS com a PUC-Minas. Com idades entre 18 e 24 anos, elas estão aprendendo, entre outras, técnicas de customização de peças do vestuário, de crochê com miçangas e de fuxico. Nas próximas semanas terão aulas de pintura em tecido, bijuterias e babados.

Além da capacitação geral na área de moda, o curso também prepara suas participantes para entrarem no mercado, após o término das aulas, discutindo formas de escoamento da produção e de comercialização do produto. Como parte desta formação, as jovens recebem aulas de gestão financeira, informática, comunicação e economia solidária. O curso conta com professores de Psicologia, Administração, Sociologia e Comunicação. Há, ainda, uma parte específica voltada para a formação das jovens, que debatem temas da juventude, como família, relacionamentos, drogas, sexualidade etc.

Papel reciclado / Roraima - A primeira encomenda foi entregue: jovens de Boa Vista (RR) em situação de vulnerabilidade social produziram 100 pastas de papel artesanal para o Seminário de Auto-Avaliação Institucional, da Universidade Federal de Roraima (UFRR), realizado em novembro. Por meio do Projeto de Inclusão Produtiva Dupapel, um convênio da UFRR e do MDS, eles estão aprendendo a utilizar papel artesanal como alternativa de renda. Os recursos do Ministério estão sendo usados para equipar o Laboratório de Fibras Naturais e Papel Lafipel, além de possibilitar aos jovens conhecer experiências semelhantes em outros estados.

O papel reciclado ou de fibras naturais é aproveitado em vários produtos, como embalagens, cartonagem, encadernação e design de produtos. São 55 jovens entre 18 e 24 anos beneficiados com o Projeto, que também se preocupa em preparar seus participantes para enfrentar o mercado. Além das técnicas de produção, estão recebendo aulas de gestão financeira, cooperativismo, marketing e comercialização. Cinco jovens estão concluindo a primeira etapa e já são considerados "aprendizes-educadores". Os outros participantes terminaram, na última semana, o curso de papel artesanal.

Economia Solidária/Santa Catarina - No próximo dia 15, Dia Nacional de Economia Solidária, será inaugurado o Centro Público Municipal de Economia Solidária em Itajaí, Santa Catarina, local destinado à capacitação, exposição e venda dos produtos confeccionados por grupos de jovens participantes do Projeto de Inclusão Produtiva. Localizado no centro de Itajaí, próximo ao porto, o Centro deve receber um grande número de turistas que visitam a cidade. Construído em dois andares, o prédio terá o primeiro andar destinado à exposição e vendas e o andar superior, à formação e capacitação.

Coordenado pela Universidade do Vale do Itajaí, em convênio com o MDS, o Projeto tem um público inicial de 100 e 150 jovens em situação de vulnerabilidade social com idades entre 18 e 24 anos. Foram formados três grupos principais, divididos na produção de alimentos, vestuário e artesanato. Além da capacitação na produção, os jovens são preparados também para o gerenciamento do negócio. O objetivo dos coordenadores é que até o final de 2007 o Projeto seja auto-financiável .

SERVIÇO

1º Encontro Nacional do Projeto de Inclusão Produtiva de Jovens
Data: 5, 6 e 7 de dezembro (terça-feira)
Local: ParlaMundi - Abertura, às 9h, auditório Tom Jobim
Endereço: SGAS 915, Lotes 71/76, Asa Sul, Brasília / DF

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome


Loading. Please wait...

Fotos popular