Pravda.ru

CPLP » Brasil

Brasil: Turismo traz 31,1 biliões de R$

06.02.2007
 
Pages: 12
Brasil: Turismo traz 31,1 biliões de R$

Atividades relacionadas ao turismo geram 31,1 bilhões - Cifra representa 2,2% do valor adicionado1 da economia brasileira em 2003 (R$ 1,3 trilhão). Os serviços de alimentação destacaram-se com as maiores receita líquida, número de empresas e totais de pessoas ocupadas e salários e outras remunerações pagas.

As empresas de pequeno porte predominavam nas atividades ligadas ao turismo (97,2%), embora representassem apenas 26,3% da receita. Um total de 5,4 milhões de pessoas estavam ocupadas nas atividades características do turismo, sendo que o perfil do trabalhador era o seguinte: homem, empregado com carteira assinada e rendimento médio de R$ 662,00. Em 2003, as famílias brasileiras gastavam 1,7% do total de seus orçamentos com viagens (R$ 17,096 bilhões); aquelas que moravam em São Paulo (27,8%), Minas Gerais (12,5%) e Rio de Janeiro (10,2%) eram responsáveis por 50,5% do total desse tipo de gasto.

Essas são algumas das informações que constam do estudo "Economia do Turismo: Análise das Atividades Características de Turismo", resultado de um acordo de cooperação técnica entre IBGE, Ministério do Turismo e Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Os resultados relativos à atividade de turismo provêm da Pesquisa Anual de Serviços (PAS) – Suplemento Produtos e Serviços, Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes a 2003.

A PAS estimou que em 2003 havia 352.224 empresas em atividades relacionadas ao setor do turismo, que representaram um valor bruto de produção2 de R$ 76 bilhões, ocupando mais de 2 milhões de pessoas, 2,5% do total de ocupados no país naquele ano, e totalizando salários da ordem de R$ 15,3 bilhões (3,3 % do total de remunerações).

Tais empresas geraram R$ 31,1 bilhões de valor adicionado, o que representou 2,2% do valor adicionado total da economia brasileira, que, em 2003, somou R$ 1,3 trilhão.

As maiores receitas operacionais líquidas do turismo em 2003 foram geradas pelos setores de alimentação (R$ 23,7 bilhões), transporte aéreo (R$ 18,6 bilhões) e auxiliar dos transportes (R$ 10,1 bilhões). Os segmentos de serviços de alimentação (287.021 empresas), alojamento (22.392) e transporte rodoviário (13.463) representaram 91,7 % do total das empresas em atividades relacionadas ao turismo. Alimentação destacou-se também no número de pessoas ocupadas (1,4 milhão) e no montante dos salários pagos (R$ 6,3 bilhões).

Do ponto de vista regional, São Paulo e Rio de Janeiro respondiam em 2003 por 63,5% da receita bruta de serviços relacionados ao turismo, 48,4% do total de pessoal ocupado e 58,9% do total da massa de salários e outras remunerações.

As empresas de pequeno porte (menos de 20 pessoas ocupadas) dominavam as atividades relacionadas ao turismo no Brasil, representando 97,2% desse universo - com destaque para o setor de alimentação (79,9% do total) -, mas foram responsáveis por apenas 26,3% da receita líquida estimada. As exceções foram as atividades desportivas e de lazer; alimentação e agências de viagens, onde as pequenas empresas representavam, respectivamente, 77,1%, 59,4% e 46,6% da receita operacional líquida gerada.

Nas empresas de pequeno porte, estavam 60,6% das pessoas ocupadas em atividades ligadas ao turismo, também com destaque para o segmento de alimentação (49,1%). Esse grupo pagou R$ 5,5 bilhões em salários e outras remunerações, 35,8% do total do setor.

No outro extremo, foram estimadas 10.038 empresas de médio e grande porte3 nas atividades ligadas ao turismo (2,8% do total), que tiveram R$ 56,0 bilhões de receita operacional líquida (73,7% do total estimado). Nesse grupo, o destaque foi o segmento de transporte aéreo, cuja receita (R$ 18,3 bilhões) representou 24,0% do total.

As médias e grandes empresas ligadas ao turismo também tiveram participação relevante na geração de emprego, sendo responsáveis pela ocupação de 824.062 pessoas, 39,4% do total. Nesse item, o destaque foi para o setor de alimentação, com 16,3% dos ocupados. As empresas de maior porte pagaram, em 2003, R$ 9,8 bilhões, 64,2% do total de salários e outras remunerações nas atividades ligadas ao turismo. Mais uma vez, o segmento de alimentação se destacou, com 15,0% do total pago (R$ 2,3 bilhões).

O conjunto de empresas com atividades relacionadas ao turismo ocupou, em média, seis pessoas por empresa, resultado determinado principalmente pelo segmento de alimentação (média de cinco pessoas ocupadas por empresa). A receita operacional líquida média por empresa foi de R$ 216 mil, com destaque para os segmentos de transporte aéreo (R$ 64,4 milhões) e aquaviário (R$ 41,7 milhões), bem acima da média.

Esses mesmos segmentos, por utilizarem uma mão-de-obra com elevado grau de qualificação e apresentarem um porte bastante superior à média, registraram remunerações médias mensais de R$ 4.135 (aquaviário) e R$ 2.736 (aéreo), muito acima da média geral do setor de turismo (cerca de R$ 500). Por sua vez, as empresas do segmento de alojamento e alimentação tiveram os menores valores de remuneração média: R$ 551 e R$ 355 respectivamente. Em decorrência do expressivo número de pessoas ocupadas, esses segmentos influenciaram significativamente a remuneração média do total das atividades ligadas ao turismo.

Receita com passageiros é apenas 4,71% do total no transporte aquaviário

Pages: 12

Loading. Please wait...

Fotos popular