Pravda.ru

CPLP » Brasil

Primeira semana de lingua portuguesa em Moscovo

01.10.2007
 
Primeira semana de lingua portuguesa em Moscovo

Na semana passada foi realizada uma “Primeira semana de língua portuguesa” em Moscovo, uma iniciativa das embaixadas de Portugal e Brasil e o Instituto Camões na Biblioteca Estatal Russa para Literatura Estrangeira Margarita Rudomino.

Segundo a Margarida Gouveia, concelheira cultural da embaixada de Portugal em Moscovo, espera que nos proximos anos se possam alargar as outras embaixadas de lingua portuguesa que se encontram nesta cidade, ou seja, Angola, Mocambique e Guine-Bissau e que possam cooperar neste evento.

Ela acrescenta ainda que, por ter sido um evento que no fundo não estava programado no ano passado e por ser ainda num momento da Presidência portuguesa da União Europeia, teve apesar de tudo, uma dimensão não muito alargada, ou seja, tiveram 3 dias dedicados sobretudo à literatura e ao cinema. Portanto de potugal tiveram a prisenca do Doutor Carlos Reis, o professor de literatura que falou de Eca de Queiroz e o Professor do Brasil, Jose Miguel Wisnik do Machado de Assis.

Do ponto de vista do cinema tiveram uma jovem produtora portuguesa, Doutora Maria Joao Sigalho que falou do “Cinema de autor e da produção independente em Portugal” e a Professora Lucia Nagib sobre o cinema brasileiro e sobretudo do filme “O português transnaciolal de Terra Estrangeira”. Por Portugal foi apresentado o último filme de Pedro Costa “Juventude em Marcha”.

Margarida Gouveia: “O fim dessa semana de lingua portuguesa é dar conhecer a língua portuguesa e as culturas por ela veinculadas e uma visibilidade maior para o CPLP. Evidentemente numa primeira fase, provavelmete ela só atinge o mundo dos amantes da lingua portuguesa, como por exemplo os estudantes, professores, acadêmicos, interessados nestas culturas, mas o nosso objectivo com o tempo é indo alargando a pouco e pouco este público para um público mais alargado, em princípio que não tem se quer de dominar a lingua portugusa.”

O Marco Antonio Nakata, chefe do sector cultural da Embaixada do Brasil em Moscovo disse que, a ideia foi divulgar não só a lingua portuguesa, mas também a cultura do Brasil e de Portugal e eventualmente toda a complexidade dessa cultura.

O Professor Jose Miguel Wisnik e a Doutora Lucia Nagib, ambos falaram sobre aspectos diversos sobre a cultura brasileira. O Professor Wisnik abordou a literatura Brasileira, mais especificame dos contos de Machado de Assis que, a embaixada do Brasil lançou com a tradução em russo. Um dos temas importantes que ele abordou, foi a questão da "miscigenação" racial no Brasil, e de como essa influencia da Europa e da Africa, sobretudo contribuiram para que a cultura do Brasil se tornasse hoje uma cultura muito forte.

Nakata: “A cultura africana no brasil é sem dúvida um dos vectores mais fortes de originalidade da cultura brasileira. O samba, o carnaval, o futebol e a própria literatura, um dos grandes escritores do Brasil era como dizemos “mulato”.

A Doutora Lúcia Nagib falou sobre o filme “O portugues transnacional de Terra Estrangeira” onde também há todas essas influências africanas e portuguesas, e mostrou como a questão da língua está presente no cinema brasileiro.

“Eu acho que, a semana atingiu plenamente os seus objectivos, foi inaugurado o busto de Machado de Assis, lancamos contos, em fim, de livro de música popular e clássica do brasil e tivemos um público muito interessado. O que interessa e que haja um número crescente de pessoas interessadas pela língua portuguesa. Citando uma frase do Fernando Pessoa “Minha Pátria é a minha Lingua” então a questão da Pátria e da língua estão muito ligados, e a espectativa nossa é que tenhamos outros paises e embaixadas africanas envolvidos” disse o chefe do sector cultural da Embaixada do Brasil em Moscovo, Nakata.

Dério Nunes


Loading. Please wait...

Fotos popular